MT está entre os quatro estados com maior salário para professor da rede pública

Picture of Seduc-MT

Seduc-MT

MT está entre os quatro estados com maior salário para professor da rede pública

Compartilhe:

O Governo de Mato Grosso se mantém entre os cinco estados com a maior remuneração concedida aos professores em 2023. Para o educador graduado em Licenciatura Plena, atribuído com até 40 horas semanais, o salário inicial pode chegar a R$6.696,00, o que equivale à soma do valor da hora-aula de R$167,40. O Estado fica atrás apenas de Mato Grosso do Sul, Roraima e Maranhão, empatando com o Ceará na quarta posição.

Para o professor com habilitação em Magistério, o valor pago por hora-aula é de R$111,60. No entanto, em toda a Rede Estadual, há apenas três professores em atividade com essa habilitação. Os demais, que somam mais de 26 mil professores, são todos de Graduação em Licenciatura Plena, atribuídos com 20, 30 ou 40 horas de acordo com a disponibilidade da rede.

O secretário de Estado de Educação, Alan Porto, observa que o Governo de Mato Grosso busca a equidade na recomposição salarial com uma política de valorização profissional. “O governador Mauro Mendes reconhece a importância de todo o quadro da educação, concedendo-lhe uma remuneração acima do piso, o que nos coloca nessa posição de vanguarda”.

A política salarial da educação no estado, além de estar fundamentada na valorização profissional, segue criteriosamente o que determina a legislação vigente.

Alan diz que o resultado dessa política de valorização profissional reflete diretamente nos resultados positivos que a educação vem experimentando. Segundo ele, a soma das 30 políticas educacionais do programa Educação 10 Anos estão ligadas, também, à satisfação do servidor ao se sentir valorizado.

“No Ideb de 2021, por exemplo, saímos de da 22º posição para a 19º. Nos Anos Finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio, ainda que o crescimento seja discreto, está alinhado com o restante do país por conta da Pandemia da Covid-19 e, nas etapas finais, aponta para uma trajetória de evolução constante. O resultado do IPEA 2022 (Indicador do Processo de Ensino e Aprendizagem), com desempenho global de 18,9%, também é fruto de uma política que valoriza, principalmente, os recursos humanos da nossa Educação”, finalizou.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp