Movimenta em Rondonópolis faz mais de 30 mil atendimentos

A edição do Movimenta em Rondonópolis levou milhares de pessoas na paróquia São João Bosco, no bairro Vila Rica, no último dia 26 de outubro. Realizado pela Fecomércio, Sesc e Senac, em parceria com 42 empresas e entidades, o projeto levou ações de promoção de serviços nas áreas de saúde, educação, cultura, assistência e lazer.

Para Almir Batista de Santana, segundo vice-presidente de Fecomércio, ver a comunidade interagindo e sendo atendida é um momento de grande alegria. “São eventos como esse que fazem as entidades crescerem e nos fortalecer ainda mais para representarmos melhor os nossos empresários”, explicou. Ao todo, foram 31.115 atendimentos em diversas ações, incluindo lazer e shows de música.

Este foi o caso de Ângela de Cursi, de 24 anos, que ficou sabendo do Movimenta pela escola do filho dela. “A gente já cortou cabelo, já passamos pelo médico, já pintaram o rosto, fizeram slime e vamos ficar até o final para concorrer a uma das bicicletas”, contou.

Alessandro da Silva Santos, de 15 anos, veio acompanhado de uma vizinha e aproveitou para fazer o cadastro na Bolsa-Família e buscou orientações no Espaço Saúde sobre como emagrecer. Chegou no início do evento e ficou até o final para assistir aos shows de música.

“O Movimenta superou nossas expectativas, os meus cabeleireiros não pararam, as meninas da estética, o pessoal da manicure, ninguém parou para respirar. Trouxemos água para eles, pois não dava tempo nem para beber água”, comentou Cesar Romano, gerente do Senac Mato Grosso.

Mobilização de centenas de pessoas

A escolha do bairro Vila Rica foi devido ser um bairro mais afastado do centro de Rondonópolis e contar com uma população pouco favorecida socialmente. Por isso, com carência de serviços nas áreas trazidas pela Fecomércio, Sesc, Senac e parceiros. Ao todo, foram mobilizadas mais de 400 pessoas atender a população.

Para Carlos Alberto Rissato, diretor regional do Sesc Mato Grosso, a segunda edição do Movimenta trouxe várias inovações. Depois da experiência no bairro Pedra 90, em Cuiabá, foram agregados mais parcerias e serviços que realmente importam a população local.

“A grande chave foram as parcerias, pois sem elas não temos condições de realizar todos os serviços”, explicou. “E isso nos dá prazer por termos feito isso pela população e sentir que nosso trabalho é valorizado”, finalizou.