Movido pela família, Ederson quer escrever sua história no Brasil na Copa América

Dispensado pelo São Paulo quando tinha apenas 15 anos, goleiro construiu sua carreira na Europa; agora, quer brilhar perto da família, que está perto de crescer

Movido pela família, Ederson quer escrever sua história no Brasil na Copa América
Lucas Figueiredo/CBF

Quem vê Ederson em campo nem imagina que o goleiro tenha apenas 25 anos de idade. Do alto de sua juventude, há muita história de vida e a experiência de um jogador que já brilhou mundo afora. Bicampeão inglês, vencedor da quádrupla coroa com o Manchester City e bicampeão português também, Ederson acumula glórias pela Europa. E conta os dias para finalmente brilhar dentro de casa.

A Copa América de 2019 será o primeiro torneio do goleiro Ederson no Brasil desde que se profissionalizou. É verdade que ele disputou as Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia 2018 pela Seleção, mas só agora ele terá a chance de levantar um título dentro de casa. E ele quer aproveitar a oportunidade de comemorar uma conquista desse tamanho perto de sua família.

– Estou muito feliz por ser minha primeira competição (no Brasil). Espero que a gente possa ter um bom resultado, fazer uma grande campanha e conquistar o título. A pressão vai ser maior por jogarmos dentro de casa, mas também vai ser nosso combustível. A torcida espera grandes coisas da gente, e queremos corresponder, pois é um privilégio jogar em casa – destacou.

O amor pela família

Para essa Copa América, Ederson tem uma motivação a mais. Sua esposa, Laís, está grávida do terceiro filho do casal. Como a gestação tem apenas um mês e meio até agora, o terceiro filho da família nascerá depois da final da Copa América. Ederson planeja visitar a esposa, em São Paulo, nas folgas que tiver durante a competição. São justamente a saudade e o amor pela família que movem Ederson, para que sua filha nasça com o papai campeão da Copa América.

– Eu vou para São Paulo, porque minha esposa está grávida. Espero aproveitar com minha família. Fiz o hat-trick, já é meu terceiro filho (risos) – disse, antes de revelar que a relação com a família está eternizada em sua própria pele – Tenho o nome dos meus pais, da minha esposa, dos meus filhos e dos meus irmãos.

Ederson campeão da Copa da Inglaterra 2019 com o Manchester CityEderson conquistou quatro títulos na última temporada com o Manchester City
Créditos: Divulgação/Site oficial do Manchester City

Paulista de Osasco, Ederson fez as categorias de base no São Paulo. Por lá, ficou até os 15 anos de idade, quando acabou sendo dispensado pelo clube paulista. Acostumado a nunca desistir de seus sonhos, Ederson voltou para sua cidade e continuou treinando. Tanto esforço foi recompensado. Em 2009, foi contratado para integrar as categorias de base do Benfica. De lá, sua carreira nunca mais seria a mesma.

Depois de passar por clubes de menor expressão em Portugal, Ederson voltou ao Benfica para brilhar de vez. Destronando o brasileiro Júlio César, foi bicampeão português e chamou a atenção de Pep Guardiola. Há dois anos, foi negociado ao Manchester City para participar do time que revolucionaria a Premier League.

“Sou um goleiro mais experiente e melhor do que era na Copa do Mundo”

Foram duas campanhas irretocáveis, que culminaram no bicampeonato inglês. Na última temporada, o City alcançou um feito e tanto. Tornou-se o primeiro clube inglês a vencer os quatro torneios domésticos no mesmo ano: Premier League, FA Cup, Copa da Liga Inglesa e Comunnity Shield. Quatro títulos e uma certeza: Ederson é um goleiro de nível mundial.

– Na vida, cada dia é dia de aprender alguma coisa nova, de procurar melhorar. Acho que sou um goleiro mais experiente e melhor do que eu era na Copa do Mundo. Apesar de ser jovem, tenho uma Copa, fui campeão na Inglaterra, ganhei grandes títulos. Isso traz mais confiança. Mas também temos grandes goleiros, como Alisson e o Cássio, e quem tem a ganhar é a Seleção Brasileira.