Motorista de caminhonete é preso após acidente por tentativa de homicídio


A prisão em flagrante, de acordo com a Polícia Civil, se deu em razão do homem ser suspeito de cometer uma tentativa de homicídio horas antes do acidente

O vídeo gravado por uma testemunha mostra o veículo Hilux trafegando em “zigue-zague” e o exato momento em que a caminhonete colidiu em dois caminhões e saiu de pista. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada para atender o acidente ocorrido por volta das 7h50 deste domingo (20), no km 548 da BR-163, em Nova Mutum/MT.

Quem dirigia o utilitário, com placas de Nova Canaã do Norte, era um jovem de 22 anos. Ele sofreu ferimentos leves e foi encaminhado para o Hospital Municipal Santa Rosa, em Nova Mutum. O condutor do veículo Scania, com placas de Pinheiro Preto (SC), que seguia no mesmo sentido da Hilux e foi atingido na lateral, tombando em seguida não sofreu ferimentos.

O terceiro veículo envolvido foi a Scania, com placas de Gabriel Garibaldi (RS), que trafegava na direção oposta a caminhonete e foi atingida frontalmente. Apesar de ter saído da pista o motorista não se feriu.

A equipe PRF se deslocou até a unidade hospitalar onde P.H.O estava sendo atendido para a realização do teste do etilômetro. Embora feito cerca de cinco horas após o acidente, o teste confirmou a suspeita de que o jovem dirigia sob efeito de álcool. O aparelho apontou uma concentração de 0,29 mg/l de álcool expelido pelo ar dos pulmões.

Além de embriagado, o jovem dirigia sem possuir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ele recebeu alta do hospital ainda neste domingo, mas foi direto para a delegacia em Nova Mutum. A prisão em flagrante, de acordo com a Polícia Civil, se deu em razão do homem ser suspeito de cometer uma tentativa de homicídio horas antes do acidente.

Além da tentativa de homicídio, o suspeito pode responder também por direção perigosa, colocando em risco a vida de outras pessoas, e dirigir sem possuir habilitação e sob efeito de álcool previstos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).