Moradores do Novo Horizonte protestam contra construção do CAPS AD-3

| guiratinga | prefeitura amplia distribuição de água no distrito do alcantilado

Os Moradores da região do Jardim Novo Horizonte, em Rondonópolis fizeram na manhã desta quinta-feira (30) um protesto contra a instalação do Centro de Atenção Psicossocial de Álcool e outras Drogas (CAPS AD-3) no bairro. Eles não querem que a obra seja construída na região.

Segundo o comerciante e morador do Jardim Novo Horizonte, Flávio Jovino, a manifestação é por conta dos transtornos que a instalação do CAPS AD-3 pode ocasionar na região. “Nós não somos contra a obra e sim contra o local onde está sendo instalada. Que é ao lado de uma creche e no fundo de uma escola com cerca de 1500 crianças, onde vão ser trazidos aqui dependentes químicos, algumas pessoas que tem certa periculosidade e com ficha criminal”, desabafou.

Os moradores informaram que o CAPS AD-3 estava previsto para ser instalado no Residencial Buriti, porém representantes da região se posicionaram ao contrário. Os manifestantes informaram a reportagem do site Primeira Hora que a área estava reservada para construção de um espaço de lazer.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, o Ministério Público Estadual (MPE) determinou a imediata continuação das obras do CAPS AD-3 no Jardim Novo Horizonte. A promotora de Justiça, Joana Maria Bortoni Ninis, por meio de nota, informou que as razões apresentadas pelos moradores para a não execução do projeto e a implementação dos serviços são absolutamente discriminatória, ferindo, inclusive, princípios do estado de direito, como da Isonomia e da Dignidade da pessoa humana.