Monitoramento agrícola da Conab mostra que chuvas auxiliaram cultivos de feijão, milho e trigo

Picture of Conab

Conab

CNA/ Wenderson Araujo/Trlux

Monitoramento agrícola da Conab mostra que chuvas auxiliaram cultivos de feijão, milho e trigo

Compartilhe:

De acordo com o Boletim de Monitoramento Agrícola, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) na quinta-feira (27), a produção de feijão e milho terceira safra foram beneficiadas pelas chuvas na região do Sealba (Sergipe,  Alagoas e Bahia). Já no Sul, as precipitações favoreceram o milho segunda safra em estágio reprodutivo e também o desenvolvimento do trigo.

Nesta edição, além das condições das culturas de segunda e terceira safras, o Boletim registra análises dos cultivos de inverno nas principais regiões produtoras. O levantamento foi realizado pelos técnicos da Companhia, no período de 1º a 21 de julho. O resultado aponta que os maiores acumulados de chuva ocorreram no Extremo-Norte do país, em parte do Nordeste e na região Sul. No Centro-Oeste, Sudeste e no Matopiba, foram observadas chuvas de volume reduzido e predomínio de tempo seco, favorecendo a maturação e colheita do milho segunda safra e do algodão.

O monitoramento segue indicando que, na maior parte do país, verificaram-se valores médios de temperatura acima da média histórica, caracterizando um inverno mais ameno. Apesar do registro de geadas de fraca a forte intensidade, principalmente no Rio Grande do Sul, não foram observados danos significativos nas lavouras de trigo.

A evolução do Índice de Vegetação (IV) dos principais estados produtores indicam o bom desenvolvimento das lavouras de trigo e o progresso da colheita do milho segunda safra. Em praticamente todas regiões produtoras, verificou-se a resposta do IV acima da safra anterior e da média histórica, sugerindo boa expectativa de produtividade.

O trabalho é resultado da colaboração entre Conab, Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e Grupo de Monitoramento Global da Agricultura (Glam), além de agentes colaboradores que contribuem com dados pesquisados em campo. O arquivo completo do Boletim de Monitoramento Agrícola está disponível na íntegra no site da Conab.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp