Módulo de análise do CAR entrará em operação em abril

O módulo de análise do Sistema de Cadastro Ambiental Rural (Sicar) está sendo finalizado e a partir de abril as análises dos cadastros que estão na base do sistema começarão a ser feitas. A informação foi passada pelo Superintendente de Geoinformação e Monitoramento Ambiental da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Gabriel Vitoreli, durante a reunião da comissão de Meio Ambiente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), realizada na quinta-feira (12.03).

Segundo Vitoreli, há aproximadamente 52 mil CAR (Cadastro Ambiental Rural) na base da Sema e a partir do momento em que o módulo de análise for liberado, as informações contidas nele serão conferidas pelos analistas da secretaria. “Esse módulo é uma ferramenta que o órgão vai usar para avaliar se as informações apresentadas pelo proprietário estão de acordo com a legislação, dessa forma teremos uma radiografia da propriedade”, explica o superintendente.

Se durante a análise for constatado um passivo ambiental no imóvel, o proprietário será notificado para corrigir o que for necessário e o registro ficará pendente até a regularização. Concluída a análise, o próximo passo dos proprietários com pendências é a adesão ao Programa de Regularização Ambiental (PRA), que ainda não foi regulamentado em Mato Grosso.

Outro assunto levantado durante a reunião foi a padronização dos procedimentos de embargo e desembargo de áreas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e pela Sema. A obrigatoriedade da Licença de Atividade também foi abordada pelos membros da comissão. “A nossa intenção é que a Sema entenda que os produtores rurais estão do mesmo lado que a secretaria. Hoje nós produzimos com altos padrões de preservação ambiental. Vamos trabalhar para valorizar os ativos que temos dentro das propriedades”, destaca Ricardo Arioli, presidente da comissão.