Missa de 7º Dia de Paulo Gustavo será no Cristo, com transmissão ao vivo

Cerimônia será restrita para a família e amigos e sinal do Multishow estará aberto para fãs acompanharem; ator morreu aos 42 anos de complicações da Covid-19

Foto: Reprodução/Instagram

A Missa de Sétimo Dia de Paulo Gustavo, que morreu aos 42 anos de complicações da Covid-19, será realizada na terça-feira (11), às 18h30, pelo padre Omar, no Santuário Cristo Redentor da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

A cerimônia será transmitida ao vivo pelo Multishow no Globoplay Mais Canais – o sinal estará aberto e, mesmo quem não é assinante da plataforma, poderá acompanhar a despedida.

A celebração seguirá as normas internacionais contra o Coronavírus e as regras da Arquidiocese do Rio de Janeiro e da Vigilância Sanitária e será restrita à família e amigos próximos, conforme comunicado de sua assessoria.




“Nessa terça-feira, dia 11 de maio de 2021, será realizada a Missa de Sétimo Dia pela alma do ator Paulo Gustavo, falecido no dia 4 de maio. Como retribuição a todas as manifestações de carinho que têm recebido, os familiares do artista dividirão a última homenagem com os fãs e admiradores interessados em despedir-se, acompanhando a transmissão à distância e em resguardo, pelo canal Multishow, a partir das 18h30 (horário de Brasília).

Na ocasião, o sinal do Multishow no Globoplay Mais Canais estará aberto e, mesmo quem não é assinante da plataforma, poderá acompanhar a despedida.

A Missa de Sétimo Dia do ator será celebrada pelo reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar, no Santuário Cristo Redentor da Arquidiocese do Rio de Janeiro. A celebração seguirá as normas internacionais contra o Coronavírus e as regras da Arquidiocese do Rio de Janeiro e da Vigilância Sanitária.

Na missa, restrita a parentes e amigos próximos do artista, homenagens serão feitas ao ator e a todas as vítimas da Covid-19.”

MORTE DE PAULO GUSTAVO

Paulo, famoso por personagens cômicos, como a Dona Hermínia de Minha Mãe é uma Peça, foi internado no dia 13 de março em um hospital da Zona Sul do Rio. Ele foi intubado dias depois, e  chegou a passar por um tratamento com ECMO, se mantendo estável por algumas semanas.

No domingo (2), Paulo acordou e interagiu com Thales e a equipe médica, mas apresentou uma piora grave na segunda (3), após uma embolia pulmonar. Na noite de terça (4), um boletim médico confirmou que o quadro do artista era irreversível, e sua morte ocorreu às 21h12.

Nas redes socias, personalidades se despediram em homenagens, e Thales postou no Instagram um texto emocionante. “Eu te amo tanto…E sempre te amarei, pro resto da minha vida! Não consigo escrever um centésimo do quanto você foi e é importante pra mim e pro mundo. E continuará sendo, eternamente…”, desabafou o médico.