Militares femininas são homenageadas com palestra e reconhecimento público

Militares femininas são homenageadas com palestra e reconhecimento público
Lenine Martins/Sesp-MT

Dezessete policiais femininas foram homenageadas pelo comandante geral da Polícia Militar, coronel Marcos Vieira Cunha, com o prêmio ‘2º Sargento PM Antônia Macaúba da Costa’.

A entrega, realizada nesta segunda-feira(22.10), fez parte das comemorações do Dia da Mulher Policial Militar, que incluiu ainda palestra com a procuradora-geral do Estado Gabriela Novis Neves Lima.

Concretizado na forma de certificado, o prêmio é o reconhecimento público da instituição militar à competência, zelo e dedicação das militares mato-grossenses à Segurança Pública. Durante a solenidade, no quartel do Comando Geral, em Cuiabá, o coronel Cunha destacou a importância do trabalho da mulher na Polícia Militar.

“Temos certeza de que o trabalho policial seria bem mais difícil se não contássemos com a participação da mulher”, disse o comandante”.

“Na análise dele, o empenho, dedicação e profissionalismo das militares, desde as mais simples às mais complexas atividades, são motivo de orgulho para ele e toda Polícia Militar mato-grossense.

O secretário de Segurança, delegado Gustavo Garcia, lembrou que para alcançar seus objetivos as mulheres tiveram de superar inúmeras barreiras.

“Ao longo da carreira, como policial e agora como secretário, tem sido um grande aprendizado e motivo de muito orgulho trabalhar ao lado de mulheres”, disse Garcia.

Na palestra que proferiu, seguida de debate informal, a procuradora Gabriela Novis abordou a sororidade, um alicerce do feminismo que busca o sentimento de irmandade, de solidariedade entre as mulheres.

“Nós fugimos à regra, essa de que mulher deve ser recatada e do lar. Também quebramos paradigmas, tabus, para sermos o que somos, o que escolhemos ser”, completou Gabriela.

Quase 35 depois do ingresso das primeiras mulheres na PMMT a presença feminina no policiamento ostensivo e em postos de comando ainda surpreende e chama a atenção em determinadas regiões do Estado.

A tenente Cláudia Souza, 25, sentiu os olhares curiosos quando chegou em Vila Rica, a 1.300 quilômetros de Cuiabá, para assumir o comando da 1ª Companhia de Polícia Militar, unidade do 10º Comando Regional responsável pelo policiamento ostensivo da cidade.

Isso ocorreu há pouco mais de dois anos, quando não havia nenhuma militar feminina no município. Hoje, conta, são apenas três e ainda despertam curiosidade, porém são respeitadas e admiradas pela população e colegas de farda. Cláudia está entre as 17 homenageadas nessa data.

Mulher na PM

Atualmente o efetivo feminino na PMMT é composto por cerca 630 policiais – coronéis, tenentes-coronéis, majores, capitãs, tenentes, sargentos, cabos e soldados. Também estão em todas as frentes do trabalho operacional. O ingresso do primeiro grupo de mulheres na PMMT aconteceu em 1984.

HOMENAGEADAS

2ª Tenente Cláudia Regina de Souza

Subtenente Eldamir Cruz de Almeida Souza

Subtenente Maria Rosemary Gonçalves

1º Walcleia Aparecida Justiniano Moraes

2º Sargento Paulina da Penha dos Santos Vasconcelos

3º Silvia Pereira Valadão

Cabo Josiely de Oliveira

Cabo Thaila Aparecida Rodrigues da Silva

Cabo Fátima Aparecida Martins

Cabo Geisa Sara de Oliveira Moura

Cabo Karina Emily Marçal da Silveira

Cabo Adelita Guarnieri

Cabo Miriam Félix de Deus

Cabo Gislaini Prudêncio de Jesus

Cabo Indira Elisha de Oliveira Tormes

Soldado Lorieni Topolniak Queiroz Vieira

Soldado Áttila Rithelle Nunes Costa de Oliveira