Menina de 8 anos é estuprada, enforcada e morta no Paquistão

No Paquistão, um criança de 8 anos identificada como Madiha foi encontrada morta - (Foto: Reproduçãio/CEN/Daily Mail)



Uma menina de 8 anos, chamada Madiha, foi encontrada morta no domingo (16), depois de desaparecer de casa um dia antes. De acordo com a polícia do local, a criança foi estuprada, enforcada e baleada. O crime, ocorrido no Paquistão  repercutiu mundialmente e a hashtag #JusticeforMadiha está sendo usada na internet como forma de protesto e repúdio.

Segundo as informações do tablóide britâncio Daily Maila criança desapareceu no sábado (15). A última vez que ela tinha sido visto foi em sua casa, no povoado de Saro Khel, próximo à região de Khyber Pakhtunkhwa. Preocupado, familiares começaram a procurar a garota pelas proximidades da região.

O corpo de Madiha foi achado às margens de uma rodovia, de acordo com o The Mirror. Imagens fortes que ainda circulam na internet mostram a garota extremamente machucada e ferida. Após a morte da criança, a família e os moradores do povoado tomaram as ruas e formaram barricadas para bloquear ruas e avenidas, como forma de protesto.

A polícia foi acionada para conter as manifestações no local. O oficial da polícia do local, Shahid Ahmed, contou que a menina foi estuprada, baleada e enforcada. Dois homens estão sendo investigados pela polícia como possíveis autores do crime.

Cultura do abuso sexual

Segundo Ahmed, o relatório da polícia paquistanesa aponta que, entre janeiro e junho do ano passado, 1.304 casos de abuso contra crianças foram registrados no país. 

O caso e os dados alarmantes fizeram com que as redes sociais fossem tomadas pela hashtag #JusticeforMadiha, que está sendo usada, principalmente por paquistaneses, para demonstrar o repúdio da população contra o abuso infantil quase cotidiano no país.