Menina de 10 anos fica grávida após ser estuprada por irmão de 15 anos

Adolescente não pode ser condenado por causa da idade, segundo jornal

Mãe denuncia filho por estuprar sobrinha de 6 anos
Pixabay

A polícia da cidade de Misiones, na Argentina, investiga um caso de estupro de uma menina de 10 anos de idade pelo próprio irmão, um adolescente de 15, dentro de casa. Os abusos foam descobertos após a garota dar entrada em um hospital pediátrico de Posadas, nesta segunda-feira (11), com fortes dores abdominais.

Segundo o jornal Clarín, um médico pediatra detectou a gravidez de aproximadamente oito meses. A menina confessou que sofria abusos sexuais por parte do irmão, mas disse ter sido estuprada “apenas uma vez”. De acordo com os policiais, a criança parecia não entender o que estava acontecendo.

A mãe da menina, que tem sete filhos, relatou não saber sobre as agressões e teria “ficado em estado de choque” com a notícia. O hospital denunciou o caso ao juizado de menores, que está investigando o crime.

Ainda segundo as autoridades, o adolescente de 15 anos somente estudou até o fim do ensino fundamental e não frequenta a escola desde então, por sofrer de crises convulsivas. Para a Justiça, ele não pode ser condenado por causa da idade, mas irá responder ao processo como menor. O rapaz, por ora, está sob a tutela da tia.

O Conselho Tutelar da cidade foi até a residência da menina e não detectou sinais de maus tratos ou ambiente insalubre no local. A diretora da vara da Infância do Ministério do Desenvolvimento Social da Província, Ana María Pereira, afirmou ao Clarín que que o bebê será cuidado pela avó.

“Vamos tentar fortalecer esse vínculo para que o adulto seja responsável e a menina possa retomar sua vida escolar, conforme apropriado”, disse Pereira. “Sou assistente social há anos e estou realmente impactada, porque se trata de uma criança muito pequena. É a mais nova que já tivemos de atender”, completou.