Médico investigado por morte de esposa grávida em Rondonópolis é preso em SP

Ele é acusado de matar sua esposa, que estava grávida de 5 meses, no dia 24 de novembro em Rondonópolis.

Médico suspeito de morte de esposa grávida em Rondonópolis é preso no interior de SP
Foto: Marcius Ariel/CBN Ribeirão

O médico Fernando Veríssimo Carvalho, 28, foi preso na manhã desta quarta-feira (19), pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) com apoio da Polícia Militar, na cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo.

Ele é acusado de matar sua esposa, que estava grávida de 5 meses, no dia 24 de novembro em Rondonópolis.

De acordo com investigações conduzidas pela PJC, através da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Rondonópolis, ele é apontado como principal suspeito do feminicídio de Beatriz Nuala Soares Milano, 23.

Em depoimento à Polícia Civil, Carvalho contou que saiu para jantar com Beatriz na noite anterior e retornou para casa por volta de 23h.

O suspeito disse que a mulher foi para o quarto e ele permaneceu na sala, ingerindo bebida alcóolica.

O médico afirmou ainda que adormeceu no sofá da sala por volta de 3h, quando acordou, quatro horas depois, encontrou a mulher morta no quarto.

Ainda segundo Carvalho, ninguém esteve na casa durante a madrugada.

A Polícia Civil requisitou, então, laudo pericial de necrópsia, realizado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) que constatou que a vítima havia sofrido traumatismo craniano.

Logo após verificação do laudo, a PJC, pediu a prisão preventiva contra o médico.

O deferimento foi feito pelo Judiciário e cumprida nesta quarta-feira (19) na cidade paulista.

As diligências para captura do investigado envolveram trabalho conjunto entre a PJCMT e a Polícia Militar de São Paulo, com apoio do Ministério Público dos dois Estados.