Mandioca: Oferta segue em alta, reflexo do início da colheita

novas regras são definidas para a pesca da tainha

A oferta de mandioca tem crescido, refletindo o início da colheita, a necessidade de produtores liberarem áreas em parte das regiões acompanhadas pelo Cepea e os preços ainda atrativos da matéria-prima. Por outro lado, o volume de raiz processado diminuiu, devido ao feriado da Sexta-feira Santa.

De modo geral, o ligeiro excedente pontual de oferta tem reforçado a pressão de indústrias sobre os valores da matéria-prima. Entre 10 e 13 de abril, o preço médio a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 519,37 (R$ 0,9033/grama de amido), baixa de 2,5% na comparação com a média anterior, considerando-se as regiões acompanhadas pelo Cepea.