Mais de 500 mil mato-grossenses devem ser vacinados contra a gripe

ter um ápice de prazer por dia reduz em 22% chances de desenvolver câncer de próstata, revela estudo



Aproximadamente 550 mil pessoas devem ser vacinadas contra a gripe neste ano em Mato Grosso. Esse número corresponde ao grupo prioritário por ter risco de complicações da doença. De acordo com o Ministério da Saúde, serão disponibilizadas 686,4 mil doses de vacina para os mato-grossenses. A campanha foi anunciada na última quinta-feira (30) e deve começar na próxima segunda-feira (4) em todo o país.

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina protege a população contra três subtipos do vírus da gripe: H1N1, H3N2 e 'influenza B'. O público-alvo da campanha é formado por crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde; povos indígenas; gestantes; puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); presidiários e os funcionários do sistema prisional.

Também serão vacinadas pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais. A definição dos grupos prioritários segue a recomendação da Organização Mundial de Saúde, além de ser respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, cujo principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

A vacina contra influenza é segura e uma das medidas mais eficazes de prevenção a complicações e casos graves de gripe. Como o organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe após a vacinação, é fundamental realizar a imunização no período da campanha para garantir a proteção antes do início do inverno. O período de maior circulação da gripe vai de final de maio a agosto.

É importante levar o cartão de vacinação e o documento de identificação para receber a dose. As pessoas com doenças crônicas ou com outras condições clínicas especiais também precisam apresentar prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina.

O governo brasileiro ainda prevê a realização de um ‘Dia D’ no próximo sábado (9).

Em todo o país, 49,7 milhões de pessoas devem ser vacinadas. Para isso, serão distribuídas 54 milhões de doses. A meta é garantir a vacinação de 80% do público-alvo até o fim da campanha, em 22 de maio.