Lista dos mais procurados da Interpol tem 91 brasileiros

Picture of R7

R7

Reprodução/Interpol

Lista dos mais procurados da Interpol tem 91 brasileiros

‘Aviso vermelho’ é pedido a autoridades em todo mundo para localizar e prender provisoriamente pessoas envolvidas com crimes

Compartilhe:

A lista dos mais procurados da Interpol tem 91 brasileiros em mais de 6 mil alertas vigentes. O “aviso vermelho” é um pedido para autoridades em todo mundo para localizar e prender pessoas provisoriamente e não pode ser considerado um mandado de prisão internacional. Entre os crimes pelos quais os brasileiros são procurados, estão homicídios, participações em organizações criminosas e tráfico de drogas.

A lista funciona como forma de conectar forças de segurança do mundo para tentar identificar foragidos ou procurados. “Os países membros aplicam as suas próprias leis ao decidir se devem prender uma pessoa”, informa a Interpol. A inscrição de uma pessoa deve ser feita pelo próprio governo membro.

Entre os 91 brasileiros, estão sete mulheres de 27 a 74 anos. Uma dela é Heloísa Gonçalves Duque Soares Ribeiro, procurada por suspeita de assassinato e tortura. Outra é Maria Jussara da Conceição Ferreira Santos, suspeita de integrar uma organização criminosa.

Cada pessoa possui um perfil no site, que traz informações como o nome completo, data de nascimento, local de nascimento, possíveis tatuagens e idiomas.

Veja alguns casos

Júlio Roberto Marafon nasceu em 1960 em Cornélio Procópio, no Paraná. Ele é procurado por assassinato agravado. Apesar de divulgar a tipificação penal, o site não informa detalhes como local onde o crime foi cometido, quando e contra quem.

Outra procurada que figura na lista é Silvana Seidler, de 57 anos. Ela é investigada por suposto envolvimento em homicídio agravado e ocultação de cadáver. Uma das mais novas da lista é Thaynara Caroline Santos Pereira, de 27 anos. Ela é investiga por associação ilícita e fraude de cartões de crédito.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp