Líder comunitária faz “plantão” em Cuiabá e Estado pode destravar escola no Mathias Neves

A professora e presidente do bairro Mathias Neves, Sibele Araújo luta há um ano pela construção de uma escola estadual em sua região.




Ao longo desse período a liderança comunitária realizou mais de 10 viagens na sede do governo de Mato Grosso, em Cuiabá. Debaixo do braço estudos que relatam a necessidade da construção de uma unidade no local.

“Hoje a escola mais próxima dos nossos jovens fica a mais de 6 km. Além da distância, muitos ainda não conseguem vaga. É uma situação que precisa ser resolvida com urgência. Em todas as reuniões com o Estado entreguei estudo que comprova nosso pedido. Hoje precisamos de um colégio para atender no mínimo 400 estudantes”.

A luta de Sibele ganhou um grande reforço ainda em 2019. A comunitária procurou o deputado estadual Thiago Silva. O parlamentar, que é presidente da Comissão de Educação na Assembleia Legislativa é o responsável por destravar as obras das escolas estaduais Emanuel Pinheiro, Marechal Dutra e do bairro Maria Tereza.

“No ano passado fomos procurados pela Sibele, que relatou sua preocupação com a falta de uma unidade próxima de sua região, que corresponde a 20 mil pessoas, divididas em 6 bairros. Abrimos um diálogo com o Estado e as conversas estão avançado. O governo está reformando escolas e concluindo obras paradas. Existe muito interesse em construir mais duas unidades em Rondonópolis”, explica o deputado.

Com o apoio do deputado Thiago Silva, Sibele tem realizado plantão na capital do Estado.

“Essa linha direta aberta pelo nosso atencioso Thiago Silva tem facilitado e muito. Estamos tratando nossa demanda direto com o governador Mauro Mendes e a secretária de Educação Marioneide Angélica Kliemaschewsk. Já foram vários documentos entregues em mãos e obtivemos resposta. A última conversa com o governador foi nesta semana, junto com a presidente da Uramb Nilza Sirqueira e outras lideranças comunitárias. Foi passado que já existe um dinheiro caixa e vamos trabalhar pesado para o sonho da minha comunidade e a luta de outros comunitários iniciada há vários anos termine neste ano e com final feliz”, completa.

Um escola estadual no Mathias Neves beneficia além do bairro, estudantes do Padre Lothar, Vila Rica, Antônio Geraldine, Paiaguas I,II e III, Neuma de Moraes e Residencial Melchiades.