Laudo indica que Dudu, ex-Palmeiras, foi agredido e não bateu em ex-mulher

Análise se baseia nos vídeos do sistema de segurança do condomínio do atleta

Mallu Ohanna foi casada com Dudu do Palmeiras por mais de dez anos (Foto: Reprodução/Instagram)

O laudo pericial feito pelo Instituto de Criminalística de São Paulo a que a Quem teve acesso nesta terça-feira (24) concluiu que não há provas suficientes para comprovar as acusações de Mallu Ohana contra o jogador de futebol Dudu, ex-Palmeiras, por agressão física.

Em junho deste ano, ela fez um boletim de ocorrência alegando ter sido agredida pelo ex. A análise se baseia nos vídeos do sistema de segurança do condomínio do atacante, em São Paulo. Com a perícia concluída, a delegada responsável pelo caso avaliará os laudos e deve ouvir Mallu mais uma vez. Em seguida, ela vai expedir um relatório final sobre o caso.

Procurado para comentar sobre o resultado do laudo, Dudu se manifestou através de um comunicado: “A assessoria reitera que, como já dito algumas vezes, desde o início das acusações, o jogador, na certeza de sua plena inocência, sempre se colocou à disposição das autoridades policiais e foi, mais de uma vez e de forma espontânea, à delegacia para esclarecer eventuais dúvidas durante as investigações elaboradas pela delegada e sua equipe. O resultado da perícia só corrobora com os depoimentos do atleta, testemunhas e demais provas anexadas ao inquérito e confirma que o jogador é inocente”.




Também procurada por Quem para se posicionar a respeito do laudo, Mallu não retornou as ligações nem respondeu as mensagens de texto enviadas pela reportagem até o fechamento desta matéria.

Assinado pela perita criminal Vilma Menegasso Soares, o documento indica que não há nenhum indício de edição de vídeo e que as imagens não foram tiradas de contexto, como argumentou a advogada da ex-mulher do atleta. Com 258 áginas, o documento conclui que Dudu foi agredido e não agrediu Mallu de acordo com as provas apresentadas pela ex.

Em um dos trechos do documento, pergunta-se: “É possível afirmar que Mallu, no interior da garagem, desfere dois tapas em Dudu? Caso positivo, é possível afirmar que Dudu não reage a essas investidas, evitando o contato com Mallu a todo tempo?”, seguida da seguinte resposta: “É possível verificar que no interior da garagem Mallu vem a efetuar um movimento com seu braço esquerdo em direção à orelha direita de Eduardo, local em que se encontrava, naquele instante, o telefone celular dele, sendo que neste momento Eduardo vem a se esquivar. Posteriormente, em outro momento, Mallu vem a desferir um tapa contra Eduardo, atingindo-o. Eduardo não revida as ações perpetradas por Mallu”.

ENTENDA O CASO
A confusão entre Dudu e Mallu teria acontecido por volta das 18h do dia 22 de junho. Mallu, que foi casada com o atleta por mais de dez anos e tem dois filhos com ele, relatou que o ex pediu para ela descer até a garagem do imóvel onde ela mora com os meninos em São Paulo para buscar o computador do caçula do ex-casal.

Ao chegar no local, Mallu afirmou à polícia que estranhou o comportamento do ex e perguntou o que estava acontecendo. A partir daí, ela disse aos policiais que sofreu agressões com socos na cabeça, peitoral e puxões de cabelo. Ela ainda afirmou na delegacia que conseguiu fugir, mas a discussão continuou ainda dentro da garagem até os dois serem acalmados por funcionários do ex-casal.

Procurada por Quem na ocasião, a assessoria de imprensa de Dudu afirmou que o jogador de futebol estava “absolutamente tranquilo e certo de sua inocência” e, no dia 23 de junho, se apresentou à delegacia para dar sua versão dos fatos. “Sobre o boletim de ocorrência citado, informamos que Dudu, absolutamente tranquilo e certo de sua inocência, assim que soube da falsa acusação, se apresentou, na terça (23) ao departamento responsável pela investigação, espontaneamente, sem qualquer intimação. Vale ressaltar, ainda, que todas as inverdades relatadas à polícia teriam acontecido em local público, com câmeras de segurança e na presença de testemunhas, o que facilitará o esclarecimento dos fatos e o prevalecimento da verdade”, informou o comunicado.

VÍDEOS

No fim de junho deste ano, a defesa de Dudu divulgou novas imagens do circuito de câmeras de segurança do condomínio onde aconteceu a confusão entre o atacante e sua ex-mulher, Mallu Ohana. Na ocasião, a jovem, que tem dois filhos com o jogador, registrou boletim de ocorrência acusando o craque de tê-la agredido. O atleta, por sua vez, negou a acusação.

Nos novos vídeos, é possível ver Mallu dando tapas em Dudu. Em conversa com Quem, Liliane Sobreira, advogada de Mallu, afirmou que “em todo o momento, ela se defendeu”. “Ela nunca disse que não se defendeu. A Mallu se defendeu das injustas agressões perpetradas por ele”, disse a profissional.

Liliane afirmou que as agressões contra Mallu começaram dentro do carro e depois na parte de fora do veículo, no entanto, ainda na garagem, onde não tem câmeras. “As duas pessoas que aparecem nas filmagens testemunharam as agressões que ocorreram já fora do veículo. Eles [a defesa de Dudu] só mostram as imagens de fora do condomínio, bem como utilizam a palavra ‘testemunhas que não estavam no local no início da agressão’, que foi na garagem”, alegou ela.

Em seu Instagram Stories, Mallu chegou a acusar edição das imagens divulgadas: “Cumpre informar que imagens editadas e fora de contexto não condizem com a verdade”.

Novos vídeos divulgados pela defesa de Dudu mostraram o encontro dos dois na garagem do condomínio. Nas imagens da garagem, local em que Mallu alega ter sido agredida, Dudu aparece falando ao celular. Tempos depois, Mallu e outras duas pessoas (conhecidas dela) surgem no vídeo. Eles, então, andam e se distanciam da câmera. Em seguida, é possível ver Mallu tentando pegar o aparelho celular das mãos de Dudu. Pouco depois, eles voltam para perto da área de captação das imagens e Mallu dá um tapa nas costas de Dudu.

Na parte externa do condomínio, uma imagem por outro ângulo mostra a confusão dentro do carro que chegou para buscar Dudu (o automóvel em que ele chega dirigindo permaneceu na garagem). Depois de o jogador entrar no banco de trás, Mallu também se dirige até o veículo. É possível ver que ela acerta socos com a mão direita na cabeça do jogador. Em seguida, eles entram em duelo corporal e são contidos por outras pessoas. Mais tranquilo, o ex-casal fica sentado no banco de trás do carro. Nesse meio tempo, aparece um assessor de Dudu, que chega ao local para buscá-lo em outro carro. A mesma pessoa depois volta ao prédio para retirar o veículo deixado pelo jogador na garagem.

Segundo a defesa de Dudu, as gravações “mostram o atleta muito calmo e a sua ex-mulher extremamente descontrolada e agressiva”. “Quanto mais imagens surgirem, melhor para ele, pois o atleta tem plena consciência de que não fez absolutamente nada. Pelo contrário, ele sofreu agressões e ainda foi acusado de forma injusta”, alegou a assessoria do atleta em nota divulgada à imprensa.