Justiça finalmente bate martelo e recoloca União na 1ª divisão

em partida de futebol para anões, argentina derrota peru

O Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso julgou na terça-feira (12) a noite e acatou os dois recursos propostos pela defesa do União Esporte Clube e recolocou o time na 1ª divisão.

Com a decisão, a equipe do sul de Mato Grosso, que foi condenada no mês passado pelo mesmo TJD com a perda de 10 pontos, se livra de qualquer punição.

Guerra no tapetão

A briga no tapetão começou em 3 março, com a denúncia do Dom Bosco, de que o Colorado escalou jogadores irregulares para a partida da 1ª rodada do tumultuado estadual 2015.

O pedido não foi acatado pelo Tribunal de Justiça Desportiva em primeira estância. O clube cuibano apresentou um novo processo e desta vez conseguiu a condenação do Vermelhinho, que foi punido com perda de pontos e consequentemente rebaixado.

O União entrou com denuncia contra o Cacerense, alegando que o clube também usou jogadores irregulares em dois jogos. Em 24 de março o TJD, retirou os pontos do Cacerense, que naquele momento somava menos pontos que o União e caiu para a segundona.

O Cacerense contra-atacou e montou um processo pelo qual o União foi acusado de escalar jogadores sem contratos e outro sem a inscrição no boletim informativo da CBF. A decisão dessa vez foi acatada e o União voltou a perder os pontos e mais uma vez foi rebaixado.

A decisão que recolocou o Colorado na elite mato-grossense ainda pode ser contestada no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva no Rio de Janeiro.