Julgamento de Maruan é adiado para o mês de junho

Picture of Primeira Hora com informações do Rdnews

Primeira Hora com informações do Rdnews

Foto: Divulgação

Julgamento de Maruan é adiado para o mês de junho

Compartilhe:

O júri popular de Maruan Fernandes Haidar Ahmed, acusado de matar a tiros Fábio Batista da Silva, de 41 anos, em um posto de combustíveis em Rondonópolis em 2018 foi adiado e remarcado para o dia 19 de junho as 9 horas da manhã.

A data do julgamento originalmente era para o dia 25 de maio mas foi remarcada a pedido da defesa do acusado, pois um dos seus advogados precisou passar por uma cirurgia ortopédica.

Maruan está preso em Florianópolis (SC). Ele foi detido em janeiro em operação da Polícia catarinense.

Por causa disso, o julgamento ocorrerá de forma híbrida – presencial e online. Maroan será ouvido por videoconferência.

“Não se pode olvidar do risco à segurança pública e do desnecessário dispêndio de dinheiro público para deslocamento do réu para participação na sessão do tribunal do júri de forma física, especialmente porque a modalidade de audiências e sessões de julgamento por videoconferência não conferem prejuízo à defesa, desde que assegurado o direito de entrevista prévia e reservada com o seu defensor (…) E o acesso a canais telefônicos reservados para comunicação entre o defensor que esteja no presídio e o advogado presente na sala de audiência do fórum, e entre este e o preso”, diz trecho da decisão do juiz Wagner Plaza, na primeira convocação do júri.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp