“Janeiro Branco” conscientiza para cuidados com a saúde mental em Rondonópolis

Novos dados reforçam a importância da prevenção do suicídio
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em alusão ao “Janeiro Branco”, mês em que há vários anos se intensificam em todo país ações de mobilização da sociedade em favor de valorização e da prevenção da saúde mental e emocional, a Prefeitura de Rondonópolis, por meio do Departamento de Ações Programáticas da Secretaria Municipal de Saúde, está com uma programação especial.

A campanha, com atividades até o dia 31 de janeiro, pretende despertar a reflexão sobre a condição psíquica e existencial do indivíduo. A programação em Rondonópolis conta com várias iniciativas para abordar a saúde mental como algo fundamental para o desenvolvimento humano. São rodas de conversas, palestras socioeducativas nas unidades de saúde, Ambulatório de Saúde Mental, Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) AD (Álcool e Droga) e Infantil.

Está prevista também a realização de palestras pela equipe multidisciplinar em escolas da cidade, que estão com aulas durante este primeiro mês de 2020. As interessadas em receber as palestras sobre o tema devem contactar a Secretaria de Saúde, por meio do telefone: 3410-0213, durante o horário comercial, informou a coordenadora do Programa de Saúde Mental em Rondonópolis, Mariá Miranda Rocha.

“A programação visa sensibilizar e fazer um alerta sobre a importância do cuidado com saúde mental”, observou Mariá, acrescentando que “os cuidados devem ser constantes, cultivando momentos de descanso e lazer, prática de exercícios físicos e valorização daquilo que faz bem para si, que pode ser bem particular, desde ouvir uma música até encontros com amigos, familiares, realizar leituras agradáveis e viagens, etc”.

Estudos apresentados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde indicam que, no Brasil, tem crescido o número de pessoas com problemas relativos à saúde mental e saúde emocional.  Diante disso, a campanha realizada em várias cidades brasileiras vem com o propósito de fazer com que as pessoas reflitam mais sobre si mesmas e propondo uma mudança de vida neste início de ano e a “buscar uma vida mais feliz para si mesmas”, assinalou Mariá.

CAMPANHA

O mês de janeiro foi escolhido para ser o período dedicado à saúde mental por alguns motivos peculiares, entre os quais o fato de ser o mês em que as pessoas têm a sensação de um novo começo, de novos planos e novo estilo de vida. Os idealizadores da campanha quiseram aproveitar esse clima de início de ano para que as pessoas comecem o ano pensando também em sua saúde mental.

“Pensando na influência do primeiro mês do ano em termos simbólicos e culturais criou-se o Janeiro Branco em 2014. A alusão feita ao branco tem ligação com receber uma folha ou uma tela limpa, com possibilidade de reorganizar as histórias da própria vida”, explicou Mariá.