Israel acusa o grupo terrorista Hamas de violar o acordo de trégua na Faixa de Gaza

R7

R7

Soldados israelenses ficaram levemente feridos em ação do Hamas no norte de Gaza - Divulgação/FDI

Israel acusa o grupo terrorista Hamas de violar o acordo de trégua na Faixa de Gaza

Exército diz que três bombas explodiram perto de tropas e que houve confrontos no norte do território palestino

O Exército israelense acusa a organização terrorista Hamas de violar o acordo de trégua, em vigor desde a madrugada de sexta-feira (24). Em uma publicação no X, nesta terça-feira (28), as FDI (Forças de Defesa de Israel) afirmam que quatro bombas explodiram próximo às tropas em dois locais no norte da Faixa de Gaza

“Em um dos locais, os terroristas também abriram fogo contra as tropas, que responderam com fogo. Vários soldados ficaram levemente feridos durante os incidentes. As tropas das FDI foram localizadas em posições de acordo com a estrutura da pausa operacional”, afirma o comunicado. 

O acordo de trégua, firmado com a intermediação do Catar, dos EUA e do Egito, entrou em vigor às 7h (2h, no horário de Brasília) de sexta-feira e envolve a troca de reféns sequestrados pelos terroristas do Hamas em Israel, em 7 de outubro, por prisioneiros palestinos detidos em cadeias israelenses. 

A primeira fase, concluída ontem, envolveu a libertação de 40 israelenses, além de 29 cidadãos estrangeiros ou com dupla nacionalidade — mediante negociações com outros governos, como Tailândia e Rússia —, e de 150 presos palestinos. 

trégua continua hoje e amanhã, com a previsão de soltura de mais 20 israelenses (dez por dia) e 60 palestinos. 

Também foi intensificada nos últimos dias a entrada de ajuda humanitária no território palestino.

Autoridades israelenses afirmam que 161 reféns, incluindo militares, continuam nas mãos dos terroristas na Faixa de Gaza.  

+ Acessados

Veja Também