Homem joga notas de R$ 50 no mar durante festa em barcos de luxo

Festa ocorreu em Guarujá, no litoral paulista, e reuniu centenas de pessoas

Notas são exibidas em vídeo durante festa com embarcações de luxo - (Foto: Reprodução)

Um participante de uma festa realizada no mar com dezenas de barcos de luxo em Guarujá, no litoral de São Paulo, foi flagrado jogando notas de R$ 50 na água durante o evento. O evento ocorreu na tarde de quinta-feira (17), no Canto do Tortuga, localizado no bairro Enseada, e desrespeitou as medidas de prevenção ao novo coronavírus, como o uso de máscaras de proteção e o distanciamento social.

 



Nas imagens, o homem mostra um maço de dinheiro em meio à comemoração, que reuniu aproximadamente 350 pessoas. Em uma das embarcações, ele – que está sem máscara e não foi identificado – é filmado enquanto joga diversas notas no mar. É possível notar, ao fundo, outro participante da festa celebrando a ostentação.

Em seguida, o rapaz que joga as notas vira para quem está filmando e entrega um grande maço de supostas cédulas de R$ 100 e R$ 50. Nas redes sociais, outras imagens mostram as embarcações reunidas e vários banhistas festejando em meio a música alta e bebidas. Além de lanchas, iates e motos-aquáticas, duas escunas foram vistas com dezenas de pessoas.

O evento foi divulgado pelas redes sociais neste mês e teve centenas de confirmações de presença. Inclusive, para participar da festa nas escunas, as pessoas compraram ingressos, que já haviam esgotado na quinta-feira (17). Os barcos de luxo funcionavam como uma espécie de ‘camarote’ e não precisaram pagar para participar do evento, que reuniu ao menos dois DJs.

Até a última atualização desta matéria, os organizadores da festa não foram localizados. Em nota, a Prefeitura do Guarujá informa que enviou equipes da Força-Tarefa, da Guarda Civil Municipal (GCM), além de fiscais de postura e comércio para impedir a festa no fim da Praia da Enseada, no Canto do Tortuga. A operação contou também com o apoio da Polícia Militar.

Já a Capitania dos Portos de São Paulo confirmou que também foi acionada para fazer a retirada e as autuações das pessoas que estavam na celebração. Já na areia, as equipes dispersaram os participantes, apreenderam bicicletas e identificaram uma marina que locou embarcações e será responsabilizada, conforme os decretos. A multa varia de R$ 300 a R$ 9 mil.