Homem considerado chefe de assaltos a banco e empresário são executados em MT

Homem considerado líder de assaltos a banco e empresário são executados em Nobres — Foto: Divulgação

Homem considerado chefe de assaltos a banco e empresário são executados em MT

Um homem considerado chefe de assaltos a banco e um empresário foram executados na manhã desta sexta-feira (3) no Centro de Nobres, a 151 km de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, Lindomar Alves de Almeida, de 38 anos, conhecido como Nenezão, foi morto dentro de uma caminhonete na companhia de Geraldo Silveira de Souza Júnior, de 36 anos.

O crime ocorreu por volta de 10h (horário de Mato Grosso) na Rua Cuiabá.

Testemunhas disseram à PM que as vítimas estavam em uma Hillux que foi abordada por dois homens encapuzados. Eles estariam com armas longas e dispararam contra os ocupantes da caminhonete.

Lindomar não resistiu e morreu no local. Geraldo ainda foi socorrido por uma ambulância até o hospital da cidade, mas também faleceu em seguida.

Os dois moravam na cidade. A polícia foi chamada, fez rondas, mas os suspeitos não foram localizados.

Lindomar era monitorado por tornozeleira eletrônica.

A Polícia Civil informou ao G1 que trabalha com a hipótese de execução. Nenhum objeto de valor foi levado das vítimas.

Os corpos foram enviados ao Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá.

‘Nenezão’

Considerado de alta periculosidade, Lindomar era suspeito também de ter cometido mais de 20 roubos a banco no estado, alguns deles na modalidade ‘Novo Cangaço’ – quando os assaltantes fazem as vítimas de escudo humano para cometer crimes. Ele respondia a diversos processos na Justiça.

Ele já foi acusado de ter mandado explodir um carro-forte, seguido do roubo de R$ 1,5 milhão do veículo, no ano de 2012 na BR-364, em Mato Grosso. No entanto, acabou absolvido.

+ Acessados

Veja Também