Grupo vai fazer protesto para cobrar solução do Caso Terezinha

Um grupo de pessoas ligadas ao prefeito Zé Carlos do Pátio e da ex-diretora do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear), Terezinha Silva deve realizar nesta quinta-feira, a partir das 17 horas um protesto em forma de vigília em frente à delegacia Regional de Rondonópolis.

O motivo do protesto é cobrar da Polícia Civil local uma solução para o crime que resultou na morte da ex-diretora do Sanear, ocorrido no dia 15 de janeiro deste ano.

Terezinha foi assassinada em plena luz do dia, no centro de Rondonópolis; dois homens em uma motocicleta encostaram no carro onde estava Terezinha e dispararam contra ela. Terezinha chegou a ser levada para Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital.




O motorista que dirigia o carro sofreu um tiro de raspão;

O caso está sendo investigado sob sigilo de justiça; servidores do Sanear foram ouvidos pela polícia, além de testemunhas do crime.

A Polícia também realizou buscas no apartamento onde Terezinha morava.

A manifestação segundo os organizadores será silenciosa. Os manifestantes deverão estar com máscaras, portanto álcool em gel e mantendo a distância.

Todos estão com cartazes, velas e camisetas pretas em sinal de luto.