Grupo faz campanha para ajudar Jurubeba

Jurubeba ficou famoso em campanhas políticas em Rondonópolis Foto: Reprodução/ Youtube

O mais famoso anão de Mato Grosso, Valcir Justino, o Jurubeba, passa por sérias dificuldades financeiras. Ele está devendo seis meses de aluguel e ainda também deve o restaurante em que se alimenta diariamente na capital.

Para tentar amenizar o problema,  um grupo de amigos de Jurubeba está criando uma “vaquinha virtual” para tentar arrecadar recursos para ajudar nas despesas que estão em atraso. O endereço para quem estiver disposto a ajudar Jurubeba é este do link abaixo: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/amigos-do-jurubeba

O objetivo do grupo de amigos é arrecadar cerca R$ 2.900, que é o dinheiro que será gasto para regularizar as dívidas de aluguel e restaurante. Ao site Olhar Direto da capital, Jurubeba diz que encara a ajuda não como doação e sim como empréstimo e pretende devolver quando tiver condições todo o valor arrecadado.

Jurubeba é figura conhecida em Rondonópolis. No começo dos anos 2000, ele trabalhava na TV Cidade, na época afiliada ao SBT. Ele era uma espécie de auxiliar do apresentador João Gomes.

No mesmo ano, deixou a televisão e foi para a política. Jurubeba atuou como o principal garoto propaganda da campanha do ex-prefeito Percival Muniz, em 2000. O anão interpretava naquela campanha o Agente 23, em uma peça publicitária criada pelo marqueteiro Francisco de Lagos, onde ele saia as ruas com uma lupa procurando obras dos candidatos adversários.

Jurubeba reapareceu nas eleições de 2012, quando apareceu como um investigador na campanha do ex-prefeito Ananias Filho.

Nos últimos anos, ele estava trabalhando como servidor comissionado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Ele é conhecido nos corredores como defensor da Lomat, a Loteria Estadual de Mato Grosso.