Grupo empresarial conhece Vigia Mais MT e busca parceria para repressão a roubos e furtos de cargas e veículos

Picture of Sesp-MT

Sesp-MT

Frank Sumiyoshi / Sesp-MT

Grupo empresarial conhece Vigia Mais MT e busca parceria para repressão a roubos e furtos de cargas e veículos

Parceria deve ser firmada para instalação de 50 câmeras de segurança nas filiais em Mato Grosso

Compartilhe:

Representantes do Grupo Vyas estiveram na Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), nesta quinta-feira (13.06), para conhecer as funcionalidades do Vigia Mais MT com objetivo de implementar a tecnologia de videomonitoramento em regiões estratégicas de Cuiabá e interior do estado. 

O grupo possui filiais em Cuiabá, Sinop e Tangará da Serra. A empresa trabalha com transporte, logística e também a revenda de produtos Ambev, em cerca de 50 municípios.

Com a assinatura do termo de cooperação, essas regiões serão fortalecidas com a presença de pelo menos 50 câmeras de videomonitoramento voltadas aos estabelecimentos públicos, visando garantir a segurança dos trabalhadores que circulam por essas áreas e também da população em geral. 

O diretor do Grupo Vyas, Hélio Arruda enfatizou a importância da integração entre o Estado e a empresa para a melhoria da segurança pública da população.

“É muito bom ter sistemas integrados da empresa com o Estado e trabalhar de forma conjunta. Para nós, como cidadãos, é uma maneira de contribuir com o Estado e ceder o espaço na nossa fachada para colocar câmeras bem localizadas, a fim de fazer as identificações necessárias”. 

Além disso, o gerente de Tecnologia da Informação do grupo, César Henrique Lossávaro destacou a qualidade dos dispositivos para a eficiência do trabalho dos servidores que analisam as imagens. 

“A qualidade das imagens faz com que a gente consiga subir o nível do trabalho e detectar outros tipos de ocorrência com a inteligência artificial, como os rostos, os perímetros, e com as faixas que não podem ser transpostas. Assim, a gente consegue desenvolver algoritmos para verificarmos isso em uma parceria entre o Poder Público e o privado, ajudando a comunidade como um todo”, afirma.

O superintendente do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) e coordenador do Vigia Mais MT, delegado Cláudio Alvarez Sant’Ana, afirma que a parceria com o grupo contribuirá para a repressão de ações criminosas direcionadas a roubos e furtos de cargas e veículos.

“A presença de câmeras de segurança, por si só, já intimida potenciais criminosos, que pensam duas vezes ao saberem que estão sendo filmados. Além da prevenção, esses equipamentos auxiliam na localização de veículos por meio da tecnologia OCR (que faz a leitura de caracteres) e servem como provas em inquéritos policiais”.

O secretário de Segurança Pública, coronel PM César Roveri, afirmou que a adesão de grandes empresas comprova a eficiência e credibilidade do Vigia Mais MT. 

“A adesão de grandes empresas como essa é a comprovação que é um programa de credibilidade que se tornou referência no estado e até para outras regiões do pais.  A cada dia recebemos novos parceiros e chamamos a atenção para essa parceria importante entre o setor público e o privado”, disse. 

Pela Lei 11.766/2022, que criou o programa, além de órgãos dos poderes públicos federal, estadual e municipal, a adesão pode ser feita com entes privados, ou seja, empresas, associações, entre outros. A exigência é a mesma apresentada aos órgãos públicos, ou seja, que as câmeras sejam instaladas para monitorar ruas, avenidas, praças e outros espaços públicos de interesse da segurança coletiva. Entre os entes privados integrados ao Vigia Mais MT estão Amaggi, Grupo Bom Futuro e Magazine Luiza. 

A partir da integração com a Segurança Pública, as imagens captadas são compartilhadas, em tempo real, nas telas do Ciosp e em celulares funcionais. Nos telefones, têm acesso à plataforma os policiais e as pessoas autorizadas pelas prefeituras e outras entidades parceiras.

Parceria 

Com investimento aproximado de R$ 30 milhões, o Governo do Estado está equipando os 142 municípios com o que há de mais moderno em videomonitoramento. São 15 mil câmeras distribuídas aos municípios de acordo com critérios, como população, área territorial e localização geográfica do ponto de vista das estratégias da segurança pública.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp