Governo continua monitorando e trabalhando para normalização do abastecimento em MT

Confira como está a situação em Mato Grosso




O Governo de Mato Grosso, por determinação do governador Pedro Taques, continua monitorando e trabalhando em soluções para amenizar a crise do desabastecimento no estado. Nesta sexta-feira (01.06) sete frigoríficos de MT voltaram a abater  carne. Também 12 mil botijões de gás de cozinha já foram pra praça. Nenhuma rodovia que corta o território mato-grossense registra pontos de bloqueios.

Segundo o Governo de Mato Grosso, uma carga de 20 mil botijões de gás deve abastecer as principais cidades do estado até a próxima segunda-feira (04.06). Sendo que o abastecimento já esteja normal na próxima semana, as empresas que fazem transporte desse material devem trabalhar ininterruptamente, mesmo no final de semana.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) desde a última quarta-feira (30.05) já prorrogou 459 Guias Florestais (GF), suspendeu 213 e reativou 213. Com a prorrogação, o documento para transporte de madeira que é válido por cinco dias em território mato-grossense e dez dias fora do Estado, passa a valer por mais cinco dias dentre e fora de Mato Grosso. Por conta da paralisação dos caminhoneiros, muitos documentos que autorizam o transporte da carga venceram durante o período.

“Para que não tivéssemos perdas e danos e também para não prejudicar os caminhões em trânsito nas barreiras de fiscalização, nós estamos trabalhando em regime de plantão em parceria com o Comitê de Crise criado pelo governador Pedro Taques para solucionar a questão”, explica o secretário de Estado de Meio Ambiente, André baby.

O gabinete da Sema, a superintendência de Gestão Florestal (SUGF) e a coordenadoria de Créditos e Recursos Florestais (CCRF) trabalham em regime de escala neste feriado para realizar a prorrogação das guias.

Confira um panorama das ações já realizadas:

·         Não há pontos de bloqueios em Mato Grosso.

·         Helicóptero Pantera, do Exército Brasileiro, levou 263 quilos de medicamentos ao Hospital Regional de Sinop, na última quarta-feira (30.05).

·         Vacinação contra Influenza prorrogada até o dia 15 de junho.

·         Cirurgias eletivas estão suspensas por tempo indeterminado, o Governo aguarda a chegada de insumos básicos aos Regionais.

·         Para pôr fim à greve dos caminhoneiros, o Governo Federal decidiu zerar a Cide/Cofins e PIS do óleo diesel, o que deve reduzir em R$ 0,46.

·         O Governo de Mato Grosso conseguiu congelar no Confaz a pauta do valor do óleo diesel. Na prática, o diesel deixa de receber o aumento de 0,17 feito pela Petrobrás.

·         Aeroporto de Cuiabá já operando na normalidade. Segundo a Infraero, Cuiabá não está na listas dos aeroportos com falta de combustível. Mas parte de voos da Azul foram cancelados nesta sexta-feira (01.06).

·         Vacinação contra febre aftosa até o dia 17 de junho e comunicação até 20 de junho.

·         Indea editou a portaria 53/2018 com a possibilidade de o produtor renovar a Guia de Transporte Animal (GTA) que não foi usado.

·         Governador apresentou alteração à lei 6.338 que vai possibilitar os frigoríficos de Mato Grosso a aderirem ao SISBI.

·         07 frigoríficos já voltaram a abater carne, mais 2 devem voltar neste sábado (02.06).

·         Já foram destruídos 1,05 milhão de ovos férteis (frangos). Não houve novas destruições.

·         O Exército fez 70 escoltas, inclusive de cargas até Cuiabá.

·         Carregamento de gás de cozinha com 12 mil botijões já chegaram, entre sexta e sábado chega mais 20 mil botijões. Cuiabá, Sinop, Sorriso, Rondonópolis, Tangará da Serra e Várzea Grande já receberam.

·         A Secretaria de Estado de Segurança Pública não recebeu nenhuma informação de anormalidade.

·         Governo atuou para evitar apagão em Querência e no Distrito de Guariba (Aripuanã).

·         Reconhecimento e segurança da linha férrea da Ferronorte feita pelo Exército Brasileiro.

·         Não há pontos de bloqueios em MT.

·         Caravana da Transformação – Segue normal no Gigante do Norte, em Sinop (realizando cirurgias até o dia 03).

·         80% dos alunos da rede estadual com aula normal. A preocupação era com a alimentação da próxima semana e o gás de cozinha, mas já foi normalizado.

·         Procon atuando desde o início da greve junto com a Decon (Delegacia do Consumidor). Os preços estavam um pouco maiores no meio da semana por conta da escassez de álcool anidro. 27% da gasolina tem a mistura, mas o produto não era encontrado, o que deixou a gasolina com valor mais elevado.

·         Alimentação nos presídios (Famílias pode levar alimento caseiro nos dias de visita,  flexibilização dos cardápios).

·         20 municípios que já decretaram situação de emergência: Chapada dos Guimarães; Itanhangá; Mirassol d’Oeste; Sorriso; Tangará da Serra; Água Boa; Campinápolis; Guiratinga; Nova Monte Verde; Nova Nazaré; Nova Olímpia; Paranatinga; Porto Alegre do Norte;  Ribeirãozinho; Santa Cruz do Xingú; Brasnorte; Alto Araguaia; Terra Nova do Norte; Canabrava do Norte; Paranatinga e Porto dos Gaúchos.

·         Governador decretou ponto facultativo na última segunda-feira (28.05) por conta da crise, o trabalho foi retomado normalmente na terça-feira (29.05).

·         Mato Grosso passa a cumprir a MP para a não cobrança do eixo suspenso de caminhões em estradas estaduais. O caminhão precisa estar vazio.

·         Sema prorrogou as Guias Florestais (GF).

·         O Governo Federal fechou acordos com os caminhoneiros para que 30% da produção destinadas à Conab sejam transportadas por caminhoneiros autônomos.

·         MP impõe preço mínimo ao frete.

·         Valor dos reajustes da Petrobras deixam de diários e passam a ser mensal, o próximo reajuste ocorre daqui 60 dias.