Governo cogita cortar investimentos

crise econômica pode trazer oportunidades de investimento, avalia especialista

O Ministério da Fazenda já se prepara para possíveis alterações do Congresso ao pacote de ajuste fiscal. Segundo a colunista da BandNews FM Mônica Bergamo, o ministro Joaquim Levy estaria estudando cortes adicionais nos gastos do governo – inclusive em investimentos.

Levy não acredita em boicote por parte dos parlamentares. De acordo com a coluinista, no entanto, ele prevê que o texto aprovado na Câmara e no Senado possa não ter o tamanho imaginado e proposto pelo governo.

Interlocutores do Ministério da Fazenda teriam afirmado que Joaquim Levy seguirá em frente com as medidas mesmo que enfrente dificuldades no Congresso.

Existe uma projeção de que cerca de R$ 80 bilhões do ajuste fiscal poderiam ser feitos pelo próprio governo sem autorização da Câmara e do Senado.

Por outro lado, confrontando com as especulações, o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tem afirmado que aprovará o ajuste e que não vai deixar a crise política contaminar o apoio às medidas econômicas.