Governador e reitora inauguram centro de pesquisa em Nova Xavatina

piso salarial dos professores tem reajuste de 6,81%



A comunidade acadêmica de Nova Xavantina passa agora a contar com o Centro de Pesquisa inaugurado nesta quarta-feira (02.08) pelo governador do Estado, Pedro Taques e pela reitora da Universidade do Estado de Mato Grosso, professora Ana Di Renzo. A obra foi financiada pela Fundação de Amparo a Pesquisa (Fapemat) com contrapartida da Unemat.

O Centro de Pesquisa conta com cinco laboratórios, além de hall de entrada e sanitários. O espaço vai abrigar os laboratórios de Genética e Biologia Molecular (Lagebim) , Ecologia Vegetal (Labev) , de Produção Vegetal, de Pesquisa em Ecologia Humana e Sociedade (LAPEHS) e Laboratório de Extensão Rural, que totalizam cerca de 600 metros quadrados de área.

A reitora da Unemat lembra a importância dessa obra para o desenvolvimento das atividades de ensino e pesquisa na Instituição uma vez que o local abrigará diversos projetos e pesquisas com uma estrutura adequada. “Neste momento é fundamental destacar a parceria do governo estadual por meio da Fapemat no financiamento de obras, projetos e bolsas acadêmicas para a Unemat possibilitando que a Instituição possa devolver para a sociedade mato-grossense mais pesquisa e resultados que impactem na melhoria da qualidade de vida da nossa gente”, afirma Ana Di Renzo.

O governador Pedro Taques enfatizou a importância da Unemat para o Estado na transformação do cidadão e produção de conhecimento. Ele lembrou ainda que esses investimentos na Unemat são fundamentais para o fortalecimento do ensino superior. Segundo Pedro Taques a inauguração do Centro de Pesquisa evidencia as ações do governo de forma a oportunizar a formação de mais de mil acadêmicos da Unemat em Nova Xavantina.

O diretor Político-Pedagógico e Financeiro do câmpus de Nova Xavantina, Ricardo Keichi Umetsu destacou que o Centro de Pesquisa vai abrigar diversos laboratórios de pesquisa e extensão. “Essa estrutura proporcionará condições para a execução de projetos com financiamento externo, promovendo inovação e avanço científico”, afirmou.

Entre os projetos que ficarão abrigados no Centro de Pesquisa recém inaugurado está o Projeto de Pesquisa Ecológica de Longa Duração (Peld/CNPq) – Transição Cerrado-Amazônia: bases ecológicas e socioambientais para a conservação, coordenado pela professora Beatriz Schwantes Marimon. Vale destacar que o além desse projeto, o laboratório de Ecologia Vegetal tem a parceria da Rede Amazônica de Inventários Florestais (Rainfor) que trabalha com todos os países da Amazônia e conta com recursos de agências de financiamento do Brasil, Colômbia, Reino Unido e União Europeia.

O espaço também abrigará a Rede Diversidade e Aplicação Biotecnológica de Endófitos (Redabe) que é financiada pela Fapemat, que entre outros estudos tem o projeto: “Diagnóstico e epidemiologia dos arbovírus circulantes no Estado de Mato Grosso” que tem a coordenação d professor Joaquim Manoel da Silva.

A Unemat já conta com outros Centros de Pesquisa construídos com financiamento da Fapemat. Ao todo oito câmpus da Instituição foram beneficiados com essas obras: Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Bugres, Cáceres, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Sinop e Tangará da Serra. O Centro de Pesquisa de Nova Xavantina teve um custo total de R$ 666.640,94, deste valor a Unemat empregou R$ 106.489,55 de recursos próprios e a Fapemat investiu R$ 560.151,39.