Gefron entrega uniformes a crianças e adolescentes de projeto na fronteira

Participam do projeto 60 alunos em atividades desenvolvidas no distrito de Vila Aparecida, município de Cáceres

Foto por: Gefron

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron-MT), da Secretaria de Segurança Pública, entregou nesta semana uniformes aos participantes do Projeto Grêmio do Gefron, que tem uma escolinha de futebol para crianças e adolescentes.

Participam do projeto 60 alunos de ambos os sexos. As atividades são desenvolvidas no distrito de Vila Aparecida, no município de Cáceres (220 km ao oeste de Cuiabá), região de fronteira que é monitorada pelo Gefron.

A entrega foi realizada no Canil Integrado de Fronteira (Canilfron), onde foram selecionados 20 alunos para receber o uniforme de passeio. No canil, os alunos puderam conhecer a estrutura física, policiais, viaturas e o principal atrativo – os cães policiais das raças belga de malinois e labrador, que integram a unidade.

O coordenador do Gefron, coronel PM José Nildo de Oliveira, afirmou que o projeto é mais uma atividade preventiva desenvolvida pela unidade com o objetivo de aproximar a polícia da comunidade. “Entendemos também que o trabalho preventivo é muito importante. A cada encontro que fazemos nas escolas vemos surtir efeitos positivos na comunidade”.

Participaram também da entrega dos uniformes o coordenador operacional, major PM Luiz Marcelo, o gerente do Canilfron, sargento Moracir, o presidente do Grêmio Recreativo e Desportivo, sargento Cláudio, o vereador, professor Domingos e demais policiais e membros do Projeto Grêmio do Gefron.

Projetos sociais

Além do Grêmio, o grupamento de fronteira desenvolve outros projetos sociais, como o “Cãominhar”, em Cáceres, e o Gefron em minha comunidade. Todos trabalham com ações preventivas e de auxílio a pessoas em situação de vulnerabilidade social. O Gefron em minha comunidade oferta atividades educativas e de lazer para crianças e adolescentes que vivem na região de fronteira.

O Cãominhar utiliza cães da unidade no auxílio à reabilitação de crianças com autismo e paralisia cerebral. A ação é realizada no Centro de Reabilitação de Cáceres, com quatro cães, em sessões de fisioterapia uma vez por mês.

Canil integrado

Dez cães auxiliam as instituições de Segurança Pública na faixa de fronteira entre Brasil e Bolívia. A unidade foi criada em outubro de 2013 e regulamentada em novembro de 2014. Os cães atuam em três frentes: faro de drogas, busca e resgate e captura, abordagens de guarda. Os cães farejadores são os mais empregados nas ações policiais.