Fiscalização combate crimes ambientais no Parque Estadual do Cristalino em Novo Mundo

A operação apreendeu armas e apetrechos de pesca na região popularmente conhecida como ‘Olho da Xuxa’. Uma pessoa foi presa

Apreensão de apetrechos de pesca predatória e de extração de madeira no Parque Estadual Cristalino - Foto por: Sema/MT

Os agentes da regional de Guarantã do Norte da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em parceria com a Polícia Civil, apreenderam apetrechos de pesca predatória e de extração de madeira no Parque Estadual do Cristalino, município de Novo Mundo.

O Parque Estadual do Cristalino é uma unidade de Proteção Integral (PI) e está localizado no município de Novo Mundo, região amazônica do estado. Rico em belezas naturais, abriga os rios Inhandu e o Cristalino, que formam o ‘Olho da Xuxa”.

Após denúncia feita na Sede da Sema, em Cuiabá, a equipe foi até o local e apreendeu armas, objetos utilizados em pesca predatória, equipamentos de caça e de extração de madeira. A operação foi realizada na última terça-feira (20).




A ação teve apoio da Delegacia Regional de Polícia Civil de Guarantã do Norte, que levou os materiais apreendidos para serem tomadas as medidas necessárias na esfera criminal. Um suspeito foi conduzido para a Delegacia.

A fiscalização trabalha para proteger, conservar e combater os crimes ambientais no parque e conta com o apoio da população por meio de denúncias.

Dentre as apreensões estão uma espingarda calibre 28 sem marca ou numeração legível; um frasco com bucha; duas caixas com tralhas de pesca; 82 cartuchos deflagrados; 15 cartuchos intactos; sete Cartuchos recarregados; uma Espingarda calibre 36 (CBC); uma gaiola com uma ave (Curió); Anzóis de pesca; rolo de Corda; um Canivete; uma caixa com 57 espoletas; duas motosserras.

Unidades de Conservação

Nas áreas de Unidades de Conservação a proibição da pesca é permanente e não fica restrita ao período de Defeso da Piracema. Estes locais de proteção integral possuem uma série de restrições, entre elas as atividades de pesca durante qualquer período do ano.

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca predatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281- 4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.