Feliz e motivado, Judson projeta encontro na MLS com Schweinsteiger: “Respeito máximo”

San Jose Earthquakes

Há um ingrediente bastante especial no próximo compromisso de Judson na MLS, a principal liga de futebol dos Estados Unidos. É que o time do brasileiro, o San Jose Earthquakes, enfrenta o Chicago Fire, clube do multicampeão e também companheiro de posição Schweinsteiger, que conquistou a Copa do Mundo em 2014 pela seleção alemã e que carrega no currículo muitos outros títulos importantes.

Justamente por isso especial. É o que espera o ex-jogador do América de Natal e que se destacou principalmente com o Avaí nas últimas três temporadas. Para Judson, poder enfrentar referências na profissão é motivo de orgulho.

“Estamos trabalhando muito e sabemos que temos um time muito forte do outro lado que é o Chicago Fire. É um elenco forte, tem muitos jogadores de qualidade. Claro que o Schwensteiger chama a minha atenção, é um cara mais ou menos da minha posição, um craque, jogou e joga demais e tem muitos títulos importantes. Jogou só em equipes gigantescas do futebol mundial. Ele é uma referência, um cara que eu sempre admirei, é respeito máximo pelo que ele é. Então vai ser especial, é legal. Motivo de orgulho também. Espero que seja um jogo legal e que a gente possa vencer principalmente”, afirmou o camisa 93 do clube americano.

O San Jose Earthquakes precisa realmente vencer para decolar na competição. O time ainda não encontrou regularidade. É o nono na Conferência Oeste, com 11 pontos em 11 compromissos. “Sabemos que não começamos bem, vacilamos em alguns jogos, estamos ainda em processo de evolução, sabemos que precisamos trabalhar para evoluir e encaixar. É o que estamos fazendo. Se vencermos já temos a possibilidade de entrar na faixa de classificação. Vai ser um duelo difícil, mas vamos buscar essa vitória”, finalizou o volante, que vem de quatro partidas de invencibilidade.