Felipe Massa se oferece para ajudar a melhorar segurança dos carros

As recentes mortes de Jules Bianchi, da Fórmula 1 e Justin Wilson, da Fórmula Indy, reacenderam a discussão sobre a melhoria da segurança nos cockpits nas categorias de monopostos. Diante deste cenário, Felipe Massa se ofereceu para ajudar.

“Estou disponível para tentar ajudar, porque a segurança sempre foi um ponto crítico no esporte a motor. Não sei se um cockpit fechado é a melhor solução, mas devemos encontrar algo que consiga alterar a segurança dos pilotos”, disse para o "Motorsport Brasil".

Felipe aproveitou para lembrar o acidente sofrido por ele durante o GP da Hungria de 2009, quando foi atingido por uma peça que se desprendeu do carro de Rubens Barrichello.

“O que aconteceu foi um momento triste. Sinto muito pelo Justin, pela sua família e por todos os pilotos que eram amigos dele. É um momento triste para todo o automobilismo. Estou muito triste, pois foi um incidente que já aconteceu comigo. Pela sorte que tive sinto que fui abençoado, pois posso continuar a competir”, concluiu.