Família de homem morto após fake news acusa ex-namorada de ser mandante do crime

Picture of R7

R7

Osil Vicente Guedes deixa um filho de 9 anos - Reprodução/Facebook- Reprodução/Record TV

Família de homem morto após fake news acusa ex-namorada de ser mandante do crime

Compartilhe:

 família de Osil Vicente Guedes, de 49 anos, acredita que a ex-namorada seja a verdadeira responsável pela agressão brutal que ele sofreu na quarta-feira passada (3), no Guarujá, litoral de São Paulo. Quatro dias após a violência, ele sofreu morte encefálica.

Uma sobrinha da vítima, que mora no Nordeste, prestou depoimento à polícia e disse que, horas antes da agressão, Osil lhe enviou uma mensagem de voz em que afirmava que a ex-companheira havia “chamado três traficantes para espancá-lo”.

“Ela te contou que ela chamou três traficantes pra espancar? O cunhado dela e mais dois? E mais dois bandidos perigosos? Ela te contou isso? Te contou não, né?”, disse Osil a Natacha pouco antes de ser novamente agredido por outro grupo de homens.

Agora, a família acusa a ex-mulher de ser a mandante do crime que tirou a vida do dono de um ferro-velho. “Eu não sei se ela teve intenção de matar, mas que ela mandou bater nele mandou”, disse outro familiar à equipe do Balanço Geral, da Record TV.

Osil também teria sido agredido dois dias antes do ataque do dia 3 de maio pelos mesmos homens que o espancaram.

Um dos agressores que aparecem no vídeo, que viralizou nas redes sociais, se apresentou à polícia nesta segunda-feira (8), na companhia do advogado. Ele prestou depoimento e foi liberado.

Os outros ainda estão sendo identificados.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp