Exportações da carne bovina de MT para a China aumentam 620% em maio

Marcello Casal JrAgência Brasil

Mato Grosso exportou 16,5 mil toneladas de carne bovina para a China em maio deste ano, resultando num faturamento de U$ 79,7 milhões. No comparativo com o mesmo mês de 2019, isso representa um aumento de 13,8 mil toneladas e de U$ 66,9 milhões.

Em percentual, os números mostram um crescimento de 621,3% sobre as 2,6 mil toneladas de carne exportadas em maio do ano passado e expressivos 622,05% no valor faturado em dólar. No mesmo mês do ano anterior o faturamento foi de U$ 12,8 milhões.

No acumulado dos cinco primeiros meses de 2020, o Estado soma U$ 303,9 milhões, um aumento de  614,6%  sobre os U$ 49,4 milhões faturados com as vendas externas realizadas entre janeiro e maio de 2019 para o país asiático.

Em relação ao total de carne bovina mato-grossense exportada para território chinês nos cinco primeiros meses deste ano, o acumulado é de 59,6 mil toneladas, um crescimento de 564,3% sobre as 10,5 mil toneladas vendidas em 2019 no mesmo período, que engloba as exportações realizadas de janeiro a maio.

Carne suína

Dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) mostram que as exportações de carne suína de Mato Grosso para a China somaram 3,2 mil toneladas em maio, com faturamento de U$ 5,6 milhões. No acumulado dos cinco primeiros meses, o Estado exportou  12,3 mil toneladas da proteína para o país asiático e faturou U$ 22,9 milhões.

A média mensal ficou em 2,4 mil toneladas exportadas entre janeiro e maio, um aumento de 193,3% em relação à média de 0,8 tonelada alcançada em 2019. Quanto ao faturamento em dólares, a média mensal ficou em U$ 4,5 milhões, com aumento de 219,1% sobre a média de U$ 1,4 milhão em 2019.

Além da China, o Estado também exportou carne suína para o Oriente Médio, Angola, União Européia e outros países, totalizando  3,9 mil toneladas em maio. Na somatória, o acumulado foi de 15,1 mil toneladas nos cinco primeiros meses, resultando numa  média mensal de 3 mil toneladas. Um incremento de 89,7% sobre a média mensal de 1,6 mil tonelada de 2019.

No quesito faturamento, a somatória foi de U$ 6,8 milhões em maio e acumulado de U$ 28 milhões nos cinco meses. A média mensal foi de U$ 5,6 milhões, com diferença positiva de 112,3% sobre a média de U$ 2,64 obtida em 2019.

No mercado interno, os preços do quilo do suíno vivos seguem aumentando pela oitava semana consecutiva, ficando cotado a R$ 3,86/kg nessa semana. A demanda interna segue bem aquecida e as exportações também estão em ritmo satisfatório.

Frango

Para as exportações de carne de frango, Mato Grosso vendeu  6,6 toneladas em maio e faturou U$ 9,41 milhões. No acumulado dos cinco meses, as vendas externas somaram 30,7 toneladas e U$ 50,6 milhões. A média mensal ficou em 6,1 toneladas, aumento de 284% sobre a quantia de 1,6 mil tonelada, média obtida com as exportações de janeiro a maio de 2019.

No faturamento, a média mensal foi de U$  10,1 milhões, com incremento de 284,2% sobre os U$ 2,6 milhões de média calculada no ano passado. Os maiores compradores de frango em maio foram: Oriente Médio com 2 mil toneladas (U$ 2,4 milhões), Japão com 1,7 mil toneladas (U$ 2,7 milhões) e a China que importou de Mato Grosso 1,1 mil tonelada (U$ 2,3  milhões).