Ex-prefeito defende redução de vereadores e crê em empoderamento da Câmara

ananias visita bairros e aumenta especulações sobre possível candidatura a prefeito

O ex-prefeito e ex-presidente da Câmara de Rondonópolis, Ananias Filho, defendeu a diminuição do número de vereadores no município e demonstrou estar em acordo com a proposta apresentada pela bancada do PSDB local, que prevê a diminuição de 21 para 15 parlamentares atuando no município.

Ananias foi vereador em dois momentos distintos quando a Câmara tinha 17 parlamentares e quando o Legislativo local passou a ter 12 vereadores. No entanto, ele participou do processo em que a Câmara passou de 12 para o número atual de vereadores. “Fui um dos que votei o aumento do número de vereadores na cidade, mais, de imediato no mandato seguinte já percebi que de nada melhorou a representatividade da população, somente aumentou o custo, o ideal seria termos a cidade de Rondonópolis 15 vereadores”, disse o ex-parlamentar, fazendo também um mea culpa sobre o número atual de vereadores.

Ele ainda explicou que um número menor de vereadores o prefeito passar a ter um trabalho mais direto com os vereadores, assim como a população. “Facilita o diálogo do legislativo com executivo e mais, fica fácil a interlocução da população, e os vereadores eleitos ficam mais empoderados”, completou.

Ananias foi vereador de 2000 a 2012, quando deixou a Câmara para cumprir mandado de prefeito, quando o atual gestor Zé Carlos do Pátio, estava no cargo e acabou sendo cassado pela Justiça Eleitoral, em uma decisão que foi revista anos depois. Em 2012, Ananias foi candidato a reeleição contra Percival Muniz e acabou sendo derrotado. Nas eleições de 2016, ele tentou, sem sucesso, voltar à Câmara de Vereadores.

A proposta, no entanto, é polêmica e não conta com o apoio da maioria dos parlamentares.