Evento discutirá estratégias sustentáveis para mineração e o uso de rochas em pó na agricultura

Picture of Sedec-MT

Sedec-MT

Foto: Michel Alvim/Secom-MT

Evento discutirá estratégias sustentáveis para mineração e o uso de rochas em pó na agricultura

A promoção da remineralização é a uma proposta de sustentabilidade e aumento da produtividade no estado

Compartilhe:

A Escola Técnica e Profissional Estadual de Cuiabá sediará o “1º Encontro Técnico Remineralizadores – A Meta é Mato Grosso Mais Sustentável”, nos dias 21 e 22 de novembro. O evento é realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), via Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat), em parceria com a Central das Organizações do Estado de Mato Grosso (Cordemato).

O objetivo é discutir e promover práticas e técnicas de remineralização do solo e seus impactos na agricultura sustentável, com especialistas, pesquisadores, acadêmicos, agricultores e representantes do setor público para debates, palestras e trocas de experiências.

 “A Sedec tem trabalhado para organizar e incentivar o setor de forma sustentável. Desta forma, somos parceiros nesse evento que tem por objetivo trazer alternativas sustentáveis”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso em exercício, Paulo Leite.

O evento faz parte das metas do projeto Mineração Sustentável, que busca soluções socioeconômicas e ambientais para o segmento artesanal de Mato Grosso, e é realizado desde 2021 pelo Governo do Estado de Mato Grosso.

O presidente da Companhia Mato-grossense de Mineração, Juliano Jorge, explicou que o momento é crucial para discussão de alternativas aos fertilizantes químicos, como os agrominerais.

“Vários estudos estão sendo realizados nos últimos anos, os quais mostram compatibilidade do uso de rochas em pó, remineralizador, como suprimento”, contou.

“O remineralizador é um pó de rocha, registrado no Ministério da Agricultura e Pecuária e beneficia o solo, em questões biológicas, físicas ou químicas, ao nutrir as plantas ou mudar o PH do solo, sendo uma das pautas a ser abordada no encontro”, explicou o agrônomo da Metamat Douglas Brito.

A inscrição para participar do encontro é gratuita e pode ser feita AQUI.

Confirma a programação completa:

21 de novembro
8:30h: Coffee-Break
9h: Abertura
9h15: Painel 1. Agrominerais: usos e aplicações – Profº Antonio Zamuner – UFCAT
9h55:  Painel 2. Cenário atual dos remineralizadores no Brasil – Frederico Bernandez – ABREFEN
10h35: Produtor Rural – Relato de experiência: produtor de soja orgânica certificada – Rogério Vian / Goiás
10h50: Produtor Rural – Depoimento referente ao uso de remineralizadores – Luis Otavio Pereira Lima – Juara
11h10: Intervalo para o almoço
13h45: Painel 3. Mercado de fertilizantes no Brasil – Talita Priscila – FGV
14h25: Painel 4. Ação do Serviço Geológico do Brasil em projetos para Remineralizadores e Agrominerais – Alessandra Blaskowski – SGB/CPRM
15h05: Coffee-Break
15h30: Painel 5. Resultados em campo dos remineralizadores de solos – Marcos de Matos Ramos – Consultoria Campo
16h10: Produtor Rural – Depoimento referente ao uso de remineralizadores – Marcos da Rosa – Canarana
16h25: Mesa Redonda
17h: Encerramento

22 de novembro de 23
08:30h
Coffee-Break
09:00h
Painel 1. Mensuração de sequestro de Carbono com Basalto – Profº Antonio Azevedo – ESALQ/USP
09:40h
Painel 2. Ação do GAAS como promotor da agricultura sustentável –
Eduardo Martins – GAAS
10:20h
Produtor Rural – Fabricação de pó de rocha in loco – Luis Otavio Pereira Lima – Juara/MT
10:35h
Fabricante regional de Pó de rocha: RockALL
11:00h
Almoço
13:45h
Painel 3. Estoque de Carbono no solo – Camila Genaro Estevam – FGV
14:25h
Painel 4. Manejos de solo – Remineralizador: uma nova ferramenta – Profª Oscarlina Weber – UFMT
15:05h
Coffee-Break
15:30h
Painel 5. Aspectos geológicos do estado do Mato Grosso – Profº Amarildo Ruiz – UFMT
16:10h
Painel 6. Histórico de estudos da FAGEO-UFMT sobre remineralizadores – Profº Ronaldo Pierosan – UFMT
16:50h
Mesa Redonda
17:20h
Encerramento

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp