EUA têm surto de infecção por E. coli ligada a rede de fast food Chipotle

ter um ápice de prazer por dia reduz em 22% chances de desenvolver câncer de próstata, revela estudo



Ao menos 37 pessoas foram infectadas pela bactéria E. coli nos últimos dias nos Estados Unidos, em uma epidemia ligada à rede de lanchonetes tex-mex Chipotle, informaram nesta terça-feira (3) as autoridades americanas.

No Estado de Washington, 25 pessoas foram diagnosticadas com a bactéria Escherichia coli, incluindo "23 que comeram em uma lanchonete Chipotle antes de ficar doentes". Deste total, "nove foram hospitalizadas", segundo as autoridades locais.

A médica Kathy Lofy participa, nesta terça-feira (3) de coletiva de imprensa no Departamento Estadual de Saúde de Washington sobre o surto de E.coli ligado à rede Chipotle (Foto: AP photo/Elaine Thompson)

Os serviços de saúde do vizinho Estado do Oregon identificaram 12 casos de E.Coli em torno da cidade de Portland, provavelmente ligados à rede Chipotle.

Cientistas identificaram o microorganismo específico responsável pelo surto e acreditam que ele tenha contaminado os consumidores por meio de produtos frescos como alface ou tomate.

A rede Chipotle, muito popular nos Estados Unidos, teve que fechar 43 lanchonetes na costa oeste enquanto realiza uma investigação sobre o caso.

Fundada em 1993 em Denver, no Colorado, a rede Chipotle ganhou fama por não trabalhar com alimentos modificados geneticamente e carne de animais tratados com antibióticos.