Estudantes vencem dificuldades e buscam apostilas até a cavalo em MT

Aluna percorre 79 km para chegar à sede da escola, que fica no Distrito de Guariba - Foto por: Divulgação

Estudantes vencem dificuldades e buscam apostilas até a cavalo em MT

Distância não é problema para quem vê nos estudos a oportunidade de ter uma vida melhor.  A 1.065 km a noroeste de Cuiabá, em uma região que ficou conhecida nacionalmente após uma chacina com nove mortos em 2017, a educação é levada a sério.

A Escola Estadual Maria Miranda Araújo, localizada no Distrito de Guariba, município de Colniza, tem cerca de 800 alunos a partir do 5º ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio. O diretor da unidade, José Rosa da Silva, afirma que cerca de 98% dos matriculados buscam e devolvem as apostilas, mesmo com grandes dificuldades.

Um exemplo é a estudante do 1º ano do Ensino Médio, Gleiciellen da Silva Souza, 15 anos, que na última semana surpreendeu e alegrou os professores ao chegar à unidade para buscar suas apostilas.

Gleiciellen mora no Distrito de Taquaruçu do Norte, distante 79 km de Guariba e 150 km de Colniza. E não é apenas a distância que ela precisa enfrentar. Como mora do outro lado do rio Panelas, no período de chuva não consegue ir até a escola, porque a região alaga.

Mas na semana passada, com uma trégua das chuvas, Gleiciellen aproveitou para ir até a escola e o meio de transporte disponível foi um cavalo.

A professora Maria Aparecida de Souza afirma que é essa força de vontade dos alunos, o desejo deles voltarem para a sala de aula, para o ensino presencial, o maior incentivo para enfrentar todas as dificuldades na região.

“Já passei por vários lugares e vi muito alunos que têm condições de estar estudando, em melhores condições, mas não estão interessados. E aqui, neste lugar tão pequeno, tão distante, com tantas dificuldades, crianças, adolescentes, jovens que buscam, mesmo com tanto sofrimento, a educação”, destaca a professora.

Salas anexas

A Escola Maria Miranda Araújo é um exemplo dos desafios da educação no campo em Mato Grosso. Atende estudantes do Distrito de Guariba, chamado pelos moradores da região de Vila, e possui salas anexas em Três Fronteiras (a 160 km do distrito), no Distrito Roosevelt (55 km do distrito), além de Taquaruçu do Norte.

Os desafios são enfrentados por duas professores, a Maria Aparecida e a Madalena da Silva Brito. Elas destacam que internet só tem na escola. Desta forma, o ensino, desde o início da pandemia, tem sido por meio de apostilas. E afirmam que o resultado é satisfatório.

“Os alunos são muito dedicados, esforçados. A distância deixa tudo mais difícil, mas não impede de eles estarem aqui (na escola). Eles retiram e entregam as apostilas”, diz Maria Aparecida.

Além do esforço dos estudantes, as professoras destacam o incentivo dos pais no estudo dos filhos. “A gente fica feliz em saber que podemos ensinar e também aprender com eles, porque é muito aprendizado junto”, finaliza a professora.

Divulgação

Ensino

O material didático adquirido pelo governo do Estado para todos os alunos da rede estadual de ensino acaba de chegar no Distrito de Guariba e o diretor afirma que a expectativa é grande. “Estamos ansiosos de como vai ser e de como poderemos utilizar para que nossos alunos tenham uma melhor qualidade na aprendizagem”, conclui José Rosa.

+ Acessados

Veja Também