Escola do Legislativo dá início ao calendário de pós-graduação de 2019

Duas turmas de pós-graduação iniciaram o curso há duas semanas na Escola do Legislativo. Moisés Maciel, professor do curso de pós-graduação
Ronaldo Mazza/ALMT

Escola do Legislativo dá início ao calendário de pós-graduação de 2019

Duas turmas de pós-graduação iniciaram o curso há duas semanas na Escola do Legislativo. Moisés Maciel, professor do curso de pós-graduação Licitações e Contratos, ministra a disciplina Ética, Política e Cidadania. Segundo ele, o conteúdo traça um diálogo entre essas três ideias [ética, política e cidadania], para formar um profissional mais consciente, crítico e antenado com a ética e os deveres e direitos da cidadania e as políticas públicas.

“É preciso que este profissional se questione: eu trabalho com que objetivo? O que preciso fazer para aprimorar o meu trabalho? Segundo o professor, o objetivo principal do curso é debater com os alunos a necessidade de implementação de programas de integridade no setor público e de uma prestação de serviço com qualidade. “Penso que o ser útil no serviço público é o que os nos trouxe até aqui [no curso]. Os alunos querem atender com qualidade, imprimir qualidade na prestação de serviço público e a pós-graduação faz isso, torna o cidadão mais consciente”, disse Maciel.

Ainda na opinião do professor, o setor público não oferece grandes condições para que esse capital humano se desenvolva. “Falta comprometimento dos governantes com um projeto de Estado eficiente, consciente de que o governo passa, mas o Estado fica”. “Os governantes passam e eles [os servidores] ficam, então se estiverem motivados e qualificados vão poder servir ao público com qualidade. Por isso, a Escola do Legislativo acerta e está de parabéns por oferecer este curso, é uma das grandes pérolas desta Casa de Leis”, considera.

Moisés Maciel é conselheiro do Tribunal de Contas, professor, formado em Ciências Contábeis pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), em Direito pela Faculdade de Direito de Cachoeira de Itapemirim (FDCI); especialista em Direito Processual e Direito Público, mestre em Direito e doutorando em Direito Constitucional pela Fadisp (Faculdade Autônoma de São Paulo).

Outro curso que inicou as aulas recentemente foi a pós-graduação em Gestão Pública. Um dos desafios para a equipe gestora do curso e professores é oferecer condições para a aluna Keli Cristina Ramos de Oliveira. Deficiente visual, ela conta com os professores que descrevem com palavras tudo que escrevem no quadro. “Quando os professores escrevem algo, vão falando alto e quando desenham qualquer imagem me explicam”.

Os professores também assumiram o desafio de enviar o material didático, como apostilas e outros, com muita antecedência para que a aluna possa estudar em casa utilizando um tradutor de tela. “Como eles me enviam bem antes, uso meu tradutor de tela e é tranquilo. Eu estava atrás dessa pós e fiquei sabendo que tinha aqui na Assembleia. A Escola do Legislativo é uma referência, corresponde ao que o servidor público precisa”, diz Keli, que é servidora do Estado, cedida para a Associação Mato-grossense dos Cegos desde 2017.

+ Acessados

Veja Também