Embrapa Agrossilvipastoril completa 11 anos

Aniversário de criação do centro de pesquisa é comemorado com lançamento de novo vídeo institucional.


A Embrapa Agrossilvipastoril, Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária localizada em Sinop (MT), completa nesta quinta-feira, dia 7 de maio, 11 anos de criação. Nesse período, a instituição vem desenvolvendo pesquisas e ações de transferência de tecnologia sobre sistemas integrados de produção agropecuária e com cadeias produtivas relevantes para o estado de Mato Grosso.

O chefe-geral da instituição, Auster Farias, destaca que, embora a equipe seja pequena, a Embrapa Agrossilvipastoril vem atuando em todas as regiões do estado. Por meio de parcerias com instituições públicas e privadas, entidades de classe e produtores, os trabalhos têm um alcance ainda maior.

“Temos boa articulação com muitos parceiros, o que potencializa os esforços em busca de melhorias para o setor produtivo. Sempre buscando aumentar a produção de alimentos e fibras, preservando os recursos naturais e garantindo a viabilidade da atividade agropecuária”, afirma Auster Farias.

Atualmente o centro de pesquisa conta com 70 empregados, sendo 28 analistas, 26 pesquisadores, dez assistentes e seis técnicos. Além deles, oito pesquisadores e três técnicos de outras Unidades da Embrapa ficam lotados no centro de pesquisa mato-grossense.

“Hoje os nossos pesquisadores estão bem mais maduros. São profissionais bem alinhados dentro do estado, com conhecimento das demandas reais. Temos uma interação bacana com o setor produtivo e os pesquisadores conseguem colocar essa visão de futuro em suas pesquisas”, analisa o chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Agrossilvipastoril, Anderson Ferreira.

Entre as contribuições trazidas para o setor produtivo de Mato Grosso estão desenvolvimento de consórcios forrageiros como opções para segunda safra, como o Sistema Gravataí, lançado em 2018; recomendação de manejo de plantas forrageiras; recomendações de adubação de espécies florestais; elaboração e validação do zoneamento de risco climático para culturas como soja, milho, arroz, feijão-caupi e consórcio de milho com braquiária; recomendações de manejo para sistemas ILPF; validação de cultivares; viabilização de porta-enxerto de maracujá resistente á fusariose; elaboração de boletins agrometeorológicos; entre tantos outros resultados de pesquisa.

Na área de transferência de tecnologia, técnicos, extensionistas e estudantes vem sendo capacitados continuadamente em pecuária leiteira, sistemas agroflorestais, fruticultura, olericultura, piscicultura, sistemas ILPF e mandiocultura. As pessoas capacitadas atuam como multiplicadoras, levando a informação até o campo. Além disso, eventos técnicos, palestras e a participação em feiras contribuem para levar até o produtor mato-grossense as tecnologias desenvolvidas pela Embrapa em todo o país.

“A Embrapa Agrossilvipastoril tem um relevante papel como órgão articulador de políticas públicas, de parcerias institucionais e de receptor, validador e difusor das boas práticas agrícolas criadas pelos próprios produtores rurais. Todas essas ações têm contribuído, significativamente, para um agronegócio mato-grossense cada vez mais sustentável”, destaca o chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia, Flávio Wruck.

Mesmo em momentos difíceis, como este que o mundo está passando, a Embrapa Agrossilvipastoril tem se reinventado para manter as atividades em andamento. Com a maior parte da equipe em teletrabalho, a instituição mantém suas pesquisas em andamento e usa das tecnologias digitais para continuar levando informação aos produtores. Um exemplo é um dia de campo virtual sobre integração lavoura-pecuária que será realizado em 23 de maio, em parceria com a JP Agropecuária e Senar-MT.

Estas parcerias com o setor privado e outras instituições públicas têm sido importantes para suprir dificuldades, como a reduzida capacidade de mão-de-obra de campo.

“Nesses 11 anos fomos desafiados, todos os dias, a nos superar. Sem exceção, cada empregado deu o seu melhor. O futuro nos reserva mais e maiores desafios e esperamos poder melhorar a nossa estrutura, em especial de mão-de-obra, para entregar resultados ainda melhores”, analisa o chefe-adjunto de Administração, André Rossoni.

Vídeo institucional

Para celebrar os 11 anos, a Embrapa Agrossilvipastoril está lançando seu novo vídeo institucional. A peça foi produzida pela equipe de comunicação, em parceria com a Tomada Dois Filmes.