Em parceria com a prefeitura de VG, atletas passam por avaliação médica

Picture of Assessoria | CUFA-MT

Assessoria | CUFA-MT

Em parceria com a prefeitura de VG, atletas passam por avaliação médica

Compartilhe:

Atletas de Mato Grosso que vão participar da etapa nacional da Taça das Favelas em São Paulo passaram por avaliação médica na manhã desta quarta-feira (26.10), e estão aptos para os jogos que terão início na próxima semana.

A iniciativa foi possível a partir de uma parceria da Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, com a Central Única das Favelas de Mato Grosso (Cufa-MT). A Secretaria conseguiu o trabalho voluntário da médica clínica geral, Caroline Reys, que fez as avalições no ginásio Fiotão, em Várzea Grande.

“Perguntamos para o atleta se ele toma alguma medicação, tem doença pré-existente e, a partir disso, fazemos uma triagem para reconhecer se existe algum fator de risco para atividades esportivas e garantir a segurança do atleta na competição”, explicou a médica.

Conforme o presidente da Central Única das Favelas de Mato Grosso (Cufa-MT), Anderson Zanovello, passar por avaliação médica é um pré-requisito para o atleta participar da Taça das Favelas. “Queremos mais uma vez agradecer a Prefeitura de Várzea Grande e a Secretaria de Educação, em nome do professor Kiko, que mais uma vez abriram as portas, ao disponibilizarem o profissional da área da Saúde. Pois, o jogador precisa desse atestado do médico de que está apto para a prática de atividades físicas e, assim, participar da competição”, explicou Zanovello.

Aos 15 anos de idade, Leandro Gabriel Campos Ferreira joga na posição de zagueiro e passou pela avaliação médica, estando apto para a competição. “É muito importante passar por essa avaliação para prevenir problemas e cuidar dos atletas. Jogo futebol desde criança e, com fé em Deus, vou realizar esse sonho”, afirmou o jogador.

Para o coordenador de Atividades Lúdica do município de Várzea Grande da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Giordany Moreira Godoy de Campos, conhecido como “professor Kiko”, essa é mais uma parceria com a Cufa e de suma importância porque há vários atletas de Várzea Grande que irão representar Mato Grosso em São Paulo.

“O mais importante é que todos os atletas estarão habilitados a fazer atividade física e apto para a disputa. A prefeitura de Várzea Grande, por intermédio da Secretaria de Educação, tem essa dinâmica de fazer esses testes junto as crianças e adolescentes que participam de projetos”, finalizou professor Kiko.

Mato Grosso agora segue na reta final dos preparativos para embarcar na madrugada da próxima segunda-feira (31.10) com as duas seleções, masculina e feminina, que irão representar o estado no “Favelão 2022”, o maior campeonato de futebol de campo do mundo entre favelas.

TAÇA – A Taça das Favelas em Mato Grosso foi uma realização da Associação de Desenvolvimento Social das Favelas, Central Única das Favelas (Cufa-MT) e Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer; patrocínio da Tubarão Sports, Água Lebrinha; apoio da Secretaria Municipal Cultura, Esporte e Lazer de Cuiabá, da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer de Várzea Grande; parceria Em Cena Escola de Artes de Cuiabá e Nove Atos-Cultura e Entretenimento, numa promoção da TVCA (afiliada Rede Globo).

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp