Em noite de Série B, Bragantino carimba acesso à elite do Brasileirão

Divulgação/Twitter Bragantino

Nove jogos, 23 gols e muita emoção na 33ª rodada da Série B! A terça-feira (5) foi de comemoração principalmente para o torcedor do Bragantino. Jogando em casa, o Alvinegro venceu o Guarani por 3 a 1 e carimbou o acesso para Série A do ano que vem.

O dia também terminou com mais três pontos para: Botafogo-SP, Atlético-GO, Operário-PR, Paraná, Vitória e Cuiabá. Já os duelos entre Figueirense x Vila Nova e Ponte Preta x São Bento terminaram como uma igualdade no placar. Veja como foi:

+Confira os jogos da próxima rodada da Série B!

Bragantino 3 x 1 Guarani

Próxima parada: Série A! A noite foi de muita comemoração para o torcedor do Bragantino, além da vitória diante do Guarani, a equipe conquistou o acesso à elite do futebol brasileiro com cinco rodadas de antecedência. No Nabi Abi Chedid, o time da casa dominou as ações do jogo no primeiro tempo.

Teve bola na trave, grandes defesas do goleiro Jefferson Paulino e algumas chances perdidas, mas nada de gol. Mas nos 45 minutos finais, a história foi diferente. Aos 17 minutos, Ryller aproveitou cruzamento de Claudinho para colocar o Bragantino em vantagem.

Querendo mais, o Alvinegro seguiu pressionando até que, aos 30, Wesley foi derrubado dentro da área e Pio cobrou a penalidade no cantinho para fazer 2 a 0. Já na marca dos 42, Pedro Naressi aproveitou uma falha da defesa adversária, bateu colocado e viu a bola morrer no ângulo da meta bugrina.

Nos acréscimos, Bady descontou para o Guarani, mas nada que estragasse a festa alvinegra em Bragança Paulista! Com o resultado, o Bragantino chegou aos 65 pontos e não pode mais ser alcançado pelos time que estão fora do G-4. Já o Bugre é o 14º, com 39 pontos.

Bragantino vence o Guarani e carimba acesso à Série A de 2020Bragantino vence o Guarani e carimba acesso à Série A de 2020
Créditos: Divulgação/Twitter Bragantino

Oeste 0 x 2 Botafogo-SP

Na Arena Barueri, as primeiras chances foram do Botafogo. Bruno Moraes, aos três, e Murilo Henrique, aos 13, assustaram a defesa do Rubrão. Mas foi só. Aos poucos, o Oeste colocou ordem na casa e passou dominar as ações ofensivas chegando com perigo principalmente pelos pés de Matheus Oliveira, que esbarrou tanto na trave quanto nas defesa de Darley.

Na etapa complementar, o Tricolor retomou o controle do jogo e chegou ao primeiro gol na marca dos 16 minutos. Nadson arriscou de longe e acertou o ângulo da meta adversária.  Os visitantes continuaram pressionando e já nos acréscimos Bruno José deu números finais ao confronto: 2 a 0. Com o triunfo, o Botafogo subiu para a oitava posição, com 47 pontos. Já o Oeste é o 15º, com 39 pontos.

Atlético-GO 2 x 1 Londrina

Atlético e Londrina entraram em campo com objetivos distintos. Enquanto o Dragão queria a vitória para se firmar no G-4, o Tubarão precisava dos três pontos para se afastar do rebaixamento.

Jogando em casa, a equipe goiana tomou conta do primeiro tempo. Oliveira, Pedro Raul, Jorginho e, principalmente, Mike criaram boas chances para abrir o placar. Na melhor delas, o camisa 11 cobrou pênalti no cantinho e César voou para salvar o Londrina.

Se na etapa inicial a pressão atleticana não surtiu efeito, na volta do intervalo a história foi diferente. Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Aylon colocou o Dragão na frente. Após cruzamento de Jonathan, Augusto fez o desvio e o atacante completou para o gol: 1 a 0. Correndo atrás do prejuízo, o Tubarão foi aos poucos equilibrando as ações e passou a chegar mais no ataque.

Até que, já na marca dos 42, depois de bate-rebate dentro da área, Uelber dividiu com o goleiro Mauricio Kozlinski e viu a bola morrer no fundo das redes. E ainda teve tempo para mais. Querendo a vitória em casa, o Atlético foi para cima, pressionou e contou com a estrela de Rodrigo Rodrigues para retomar a vantagem.

Em seu primeiro toque na bola, o camisa 18 garantiu o triunfo goiano, aos 46 minutos: 2 a 1. Depois de seis empates consecutivos, o Atlético voltou a vencer e ocupa agora a terceira posição, com 54 pontos. Já o Londrina tem 35 e segue na 16ª colocação.

Vitória 3 x 0 Brasil-RS

O primeiro tempo do duelo rubro-negro foi de poucas chances. Mas quando a partida parecia se encaminhar para o intervalo com o placar zerado, Lucas Cândido apareceu para o Vitória. Após ótima jogada entre Anselmo Ramon e Eron, o volante aproveitou cruzamento na área para estufar as redes, aos 45 minutos.

Embalado pelo gol, o Leão voltou com tudo para a etapa final e precisou de apenas dois minutos para ampliar a contagem no Barradão. Thiago Carleto cobrou falta na medida para Everton Sena completar para o fundo da meta: 2 a 0.

O time da casa seguiu no ataque e, aos 27, Eron aproveitou uma falha da defesa adversária para fazer o terceiro. O resultado colocou o Rubro-Negro baiano na 13ª posição, com 40 pontos. Já o Xavante é o 12º, com 42.

América-MG 0 x 2 Paraná

América e Paraná protagonizaram um confronto direto na briga pelo G-4. Jogando em casa, os mineiros tomaram conta do primeiro tempo. Willian Maranhão, Júnior Viçosa, Juninho e Geovane tiveram boas oportunidades para abrir o placar, mas tanto o goleiro Thiago Rodrigues quanto a falta de pontaria atrapalharam os planos do Coelho.

Na volta do intervalo, foi a trave que impediu o gol do time da casa após cabeçada de Lucas Kal foi quem apareceu para o Coelho. Foi aí que a máxima do “quem não faz, leva” entrou em ação no Independência.

Na marca dos 30 minutos, Guilherme Santos achou Fernando Neto dentro da área, que soltou o pé para colocar o Paraná na frente: 1 a 0. Na sequência, Vitinho apareceu pela esquerda e cruzou na medida para Jenison ampliar o marcador. Com o resultado, o Tricolor pulou para a quinta posição, com 50 pontos. Já o América caiu para o sexto lugar, com 49.

Figueirense 0 x 0 Vila Nova

Em confronto direto contra o rebaixamento, Figueirense e Vila Nova não saíram do 0 a 0. No Orlando Scarpelli, as equipes fizeram um duelo de poucas chances e muita marcação.

Breno e Tony tentaram para o time da casa, enquanto Romário e Gustavo Henrique criaram as melhores oportunidade para o Tigre. O empate manteve as equipes no Z-4. O Figueirense ocupa a 17ª posição, com 34 pontos. Já o Vila Nova tem 32 e é o 18º.

Operário-PR 1 x 0 Criciúma

O duelo demorou para engrenar no Germano Grüger e as chances só foram aparecer no final do primeiro tempo. A primeira delas foi do Criciúma, na marca dos 38 minutos. Daniel Costa colocou a bola na área e Léo Gamalho testou firme direto no travessão.

A resposta do Operário veio quatro minutos depois em boa jogada de Maílton. Na volta do intervalo, o duelo ganhou em movimentação. Aos oito, Léo Gamalho criou nova oportunidade para o Tigre, mas parou em boa defesa de Rodrigo Viana.

Na sequência, foi a vez do Fantasma esbarrar na trave após finalização de Felipe Augusto. E se nos 90 minutos a rede não balançou, nos acréscimos Maílton garantiu a vitória do time da casa.

Aos 47 minutos, Lucas Batatinha aproveitou contra-ataque e tocou para o lateral fazer 1 a 0. Com o triunfo, o Operário subiu para a sétima posição e soma agora 48 pontos. Já o Criciúma tem 31 e caiu uma posição dentro da zona de rebaixamento.

Ponte Preta 1 x 1 São Bento

No Moisés Lucarelli, Ponte Preta e São Bento criaram poucas chances durante os primeiros 45 minutos. Sem conseguir furar a defesa adversárias, as equipes optaram pelos chutes de meia distância, mas sem sucesso.

Querendo a vitória em casa, a Macaca voltou do intervalo pressionando o Azulão. João Carlos e Camilo tiveram boas oportunidades, mas Henal fez duas boas defesas para impedir o gol. Aos 19, foi a vez de Vico aparecer para a Ponte.

João Carlos pegou uma sobra dentro da área e tocou para o atacante completar para o fundo das redes: 1 a 0. Correndo atrás do prejuízo, o São Bento chegou ao empate na marca dos 31 minutos.

Raphael Martinho recebeu na entrada da área e bateu sem dar chances para o goleiro. Com o empate a Ponte Preta subiu para o 11º lugar na tabela, com 43 pontos somados. Enquanto o São Bento segue na lanterna, com 30 pontos.

Cuiabá 5 x 1 CRB

Ainda sonhando com o acesso, o Cuiabá começou o jogo em ritmo alucinante. Logo aos dois minutos, Jean Patrick recebeu na entrada da área e bateu colocado para abrir a contagem na Arena Pantanal: 1 a 0.

Não demorou muito e a rede voltou a balançar para time da casa. Lucas Braga fez o cruzamento e Felipe Marques completou de letra para o fundo da meta, aos cinco. O terceiro do Dourado saiu em bela cobrança de falta de Paulinho, na marca dos 16.

Com boa vantagem no placar, o Cuiabá passou a se defender mais até que, aos 32, Edson Cariús diminuiu para o CRB: 3 a 1. Na etapa complementar, foi a vez de Alê deixar o dele. Aos 17, camisa 8 cobrou pênalti como manda o manual e ampliou o marcador para o Cuiabá.

E teve mais. Gutiérrez experimentou de fora da área, aos 36, e fechou a conta para os donos da casa: 5 a 1. Com a goleada, o Dourado chegou aos 47 pontos e permanece na décima posição. Já o Galo tem os mesmos 47 pontos e caiu para a nona colocação.