Em MT, cadela doente é achada dentro de saco em lixeira de supermercado

em mt, cadela doente é achada dentro de saco em lixeira de supermercado

Uma cadela foi encontrada abandonada dentro de um saco numa lixeira em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, nesta terça-feira (7). O animal estava desnutrido, com hipotermia e foi diagnosticado com cinomose. Ela foi resgatada pela Associação de Ajuda aos Animais de Cáceres (AAAC), que denunciou o crime à Polícia Civil daquele município.
Animal foi abandonado dentro de saco
(Foto: AAACC de Cáceres (MT))
De acordo com Kattleen Karitas Oliveira, vice-presidente e advogada da AAAC, a instituição recebeu um pedido de resgate no início da manhã. Um morador informou ter ouvido um gemido vindo do local e, ao verificar, encontrou a cadela estava dentro do saco na lixeira de um supermercado, localizado no Bairro Vitória Régia.
“A pessoa nos informou que achou que se tratasse de um algum animal que estava preso. Nós chegamos ao local e vimos que a pessoa que fez isso ensacou a cadela e a descartou, provavelmente esperando que o caminhão do lixo a levasse”, relatou.
O animal foi levado para uma clínica, onde passou por alguns exames e já iniciou o tratamento. Foi constatado que a cadela estava desnutrida, com hipotermia, por ter passado a noite no frio e ainda com cinomose, uma doença que ataca o sistema nervoso, causa secreções, perda de apetite e, em casos mais avançados, leva à morte.
A cadela, que foi apelidada de Vitória, foi encontrada bastante debilitada e está passando por um tratamento de soroterapia. Ela deve ficar internada durante pelo menos 30 dias para que os veterinários verifiquem se ela pode ser colocada à adoção. O tratamento do animal deve ficar em R$ 2 mil, segundo a organização.
“Nós sempre lutamos pela vida do animal até o último instante. Só optamos pelo sacrifício quando a situação do animal é irreversível e o caso específico para a eutanásia está previsto em lei. Mesmo nessas situações montamos uma comissão para discutir tudo isso”, explicou Kattleen.
Ela contou que a AAAC tem dois anos e que casos de abandono são frequentes. Argumentou que a AAAC tem trabalhado para a conscientização das pessoas e que espera que a Justiça possa contribuir para que casos assim não fiquem impunes.
“Em um dos casos um cachorro foi golpeado a pauladas e acabou perdendo os dentes. Além disso, o colocaram em um saco plástico e descartaram em um esgoto. Outro foi um cachorro abandonado em frente a uma casa. Ele estava sendo comido por alguns vermes e estava cheio de feridas abertas. Essa cadela é o terceiro caso que nos chocou”, lembrou.
Foi registrado um boletim de ocorrência sobre o caso. A polícia deve verificar se o lixão do supermercado onde a cadela foi deixada tem câmeras de segurança. As imagens podem fazer parte do inquérito que tentará identificar o autor do crime de abandono.