Eleições para o senado são suspensas em Mato Grosso

TSE vai comprar 180 mil urnas eletrônicas para eleições de 2020
Fábio Pozzebom/Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu a eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso, marcada para ocorrer no dia 26 de abril. A decisão foi tomada nesta terça-feira (17) pela ministra Rosa Weber, presidente do TSE, em razão da pandemia do coronavírus.

“Determino a suspensão da realização da eleição para um cargo de Senador e respectivos suplentes no Estado de Mato Grosso – programada […] para ocorrer em 26 de abril de 2020 – até nova deliberação sobre a matéria”, escreveu a ministra em seu despacho.

O TSE ainda não definiu uma nova data para as eleições, e ainda não está descartada uma nova eleição em outubro, junto com as eleições municipais.

“Será designada nova data, com maior brevidade possível, atendidas as necessidades inerentes à preparação daquela eleição, sem descartar a possibilidade de ser ela realizada simultaneamente às eleições municipais de 2020”, destacou.

O pedido inicial de suspensão das eleições para o senado foi feito pelo governador Mauro Mendes,que alegava os riscos com relação à saúde pública. O vice-governador Otaviano Pivetta que é candidato ao senado também defendeu o adiamento das eleições.