Eleição de outubro é prova de fogo para Pátio

Eleição de outubro é prova de fogo para Pátio

O prefeito José Carlos do Pátio (PSB) terá uma árdua missão no período eleitoral de 2022. O gestor da maior cidade do interior de Mato Grosso promete entrar com “os dois pés” no pleito deste ano.

Pátio está disposto a bancar as pré-candidaturas de sua esposa Neuma de Moraes e do ex-secretário de Habitação Paulo José para a Câmara Federal e do vereador Roni Magnani para Assembleia Legislativa. Todos do PSB.

O populista emplacar nomes de sua confiança e finalmente ganhar força no Estado, que contribuam para projetos futuros.

Mas nem tudo são flores. Zé Carlos e sua turma terão que enfrentar uma inflação de candidaturas de peso em Rondonópolis. Soma-se ainda o atual momento do prefeito.

Pátio já não goza mais de popularidade acima dos 50%, como aconteceu no fim do ano passado. Pelo contrário, o gestor vive crises e embates com vários setores. A guerra mais recente é com os servidores públicos, que pode terminar numa greve geral.

A relação com empresários, imprensa e Assembleia Legislativa também não é das melhores.

Em resumo: se o prefeito não promover uma guinada em seu governo, o risco do insucesso dos seus pupilos é real.

A derrota de todos os seus apoiados pode pesar e muito na sequência da administração e também na escolha para um nome na sucessão da Prefeitura.  

Noticias Relacionadas

Novidades do PH! Deseja receber notificações sobre as atualizações mais recentes? Não Sim