‘Elas compensam a falta’, diz pai de gêmeas que perderam a mãe

| guiratinga | prefeitura amplia distribuição de água no distrito do alcantilado

O motorista Wylker Devilart da Silva Carreio, de 30 anos, sorri quando carrega as filhas gêmeas Rebecca e Sophia, que completam 15 dias de vida nesta terça-feira (21). Para ele, as duas são presentes que a esposa deixou antes de morrer. A mãe das gêmeas, Marcilene Vilalba Veras, 22 anos, teve complicações depois do parto e foi internada em um hospital, em Cuiabá. Porém, ela faleceu no dia 15 de julho.

“Elas compensam a falta da minha esposa. É um consolo saber que estão aqui, já que a mãe delas faz muita falta. Toda vez que eu olho nos olhos das duas eu me lembro da Marcilene”, contou o pai das gêmeas ao G1.

Segundo Wylker, lidar com a ausência e a perda da esposa é a parte mais difícil. “Ela ajudava todo mundo e nunca se estressava, estava sempre bem. O pior momento é quando eu chego em casa e vejo as coisas dela”, declarou. Os dois eram casados há quatro anos e já tinham uma filha de dois anos.

Para o pai das gêmeas, o momento é de pensar no futuro. “Por enquanto eu ainda tenho a ajuda das minhas cunhadas, dos amigos. E eu vou trabalhar para dar o melhor futuro para elas”, disse. Um dia, quando as gêmeas perguntarem da mãe, Wylker já tem a reposta pronta: “eu vou dizer que a mãe virou uma estrela e foi morar perto de Deus”.

Uma das tias dos bebês, Marciane Vilalba Vera, é quem toma conta das gêmeas. Para ela, as recém-nascidas têm ajudado a superar a dor. “Elas são o consolo que Deus deixou para nós tentarmos superar o que estamos sentindo agora”, frisou.

Segundo Marciane, os avós das gêmeas são quem mais sofrem com a perda. “Minha mãe às vezes pensa que ela só foi fazer uma viagem e retorna em breve. Não tem sido fácil”, disse.

Rebecca e Sophia nasceram prematuras e mamam 90 ml de leite em pó especial por dia para recém-nascidos. “Elas são tranquilas. Dormem bem, se alimentam bem e não dão muito trabalho”, contou. Wylker disse ainda, que nota algumas semelhanças entre uma das filhas e Marcilene. “A Sophia lembra muito a minha esposa. Já a Rebecca se parece comigo”, disse.

Família das gêmeas Rebecca e Sophia faz campanha para arrecadar leite e fraldas. (Foto: André Souza/G1)

Marcilene Vilalba Vera morreu uma semana após dar à luz as gêmeas.Ela teve complicações depois do parto e foi internada no Hospital Geral Universitário, em Cuiabá. Segundo o atestado de óbito, a dona de casa morreu por causa de um edema pulmonar agudo, no entanto, o laudo apontando o motivo da morte deve ficar pronto em 60 dias.

Família diz que tem recebido muitas doações para as gêmeas. (Foto: André Souza/G1)

Campanha

Com a morte da jovem, a família das gêmeas decidiu mobilizar uma campanha nas redes sociais para arrecadar produtos como leite em pó, roupas e fraldas, já que a família não tem condições financeiras para comprar todos os produtos.

Segundo a tia das duas crianças, Marciane Vilalba Vera, a população tem sido generosa e colaborado com as doações. “Graças a Deus estamos recebendo muitas doações e isso tem enchido nossos corações de alegria”, disse.