Economia brasileira: o setor imobiliário está dando mostras de recuperação?

Saiba se o setor imobiliário está se recuperando no Brasil

A crise financeira que assola o Brasil desde meados de 2015 fez o setor imobiliário entrar em recessão. No entanto, no começo de novembro de 2018, a área deu indícios de recuperação. A mudança dessa perspectiva se dá, principalmente, pela queda nas taxas de juros e recuo da inflação.

Diante desse novo cenário, empresários estão investindo mais no setor imobiliário, e com isso, há mais apartamentos lançados. Portanto, esse é o momento ideal para quem deseja investir na área ou comprar um imóvel.

Melhoria no setor imobiliário




De acordo com especialistas, o setor imobiliário encontra-se em expansão. Isso porque diante da crise financeira enfrentada, o governo brasileiro resolveu incentivar o mercado imobiliário, com o intuito de retomar seu crescimento.

Por conta disso, o governo buscou reduzir a taxa básica de juros no país. Assim, desde o dia 31 de julho de 2019, a taxa básica foi reduzida para 6% ao ano. De fato, essa é a menor taxa vista nos últimos dez anos.

Sendo assim, o financiamento habitacional se tornou mais possível para os brasileiros, mesmo em um momento de recuperação econômica.

Outro motivo que justifica a recuperação do setor imobiliário é a grande oferta de planos de crédito, como o programa Minha Casa Minha Vida, da Caixa Econômica Federal, que passou a incentivar o aparecimento de novos empreendimentos imobiliários.

O financiamento imobiliário por meio de crédito, também possibilitou que mais pessoas pudessem alcançar o sonho da casa própria.

Preços baixos dos imóveis

Outra razão que justifica o setor imobiliário estar dando mostras de recuperação são os preços mais em conta dos imóveis, que estimulam as compras. Segundo os índices do FipeZap, o preço médio dos imóveis revela uma queda de 4,78%, desde outubro de 2018.

Assim, tornou-se vantajoso comprar um imóvel. Para grande parte da população que não tem renda para obter a casa própria, o setor imobiliário está propício para isso. Inclusive, no mercado, há inúmeras ofertas de apartamentos bons, com preços baixos.

Importante ressaltar que investir no setor imobiliário pode ser muito vantajoso, ainda mais quando os preços estão favoráveis.

De acordo com empresários, possuir um imóvel é sinônimo de realizar um bom negócio, pois é uma garantia de estabilidade no futuro e também pode significar uma renda.

Riscos para investidores e compradores

Assim como qualquer negócio, o setor imobiliário também apresenta riscos. Certamente os negócios imobiliários são bastante seguros e essa é uma época bem favorável para a compra da casa própria. No entanto, é preciso estar atento no momento de concretizar o negócio.

O primeiro alerta a ser dado aos possíveis compradores ou investidores é que o imóvel não tem “liquidez imediata”, ou seja, demanda um tempo para que o bem ofereça renda.

Sendo assim, caso o bem adquirido seja com a finalidade de ser alugado e gerar renda ao dono, deve-se estar atento ao fato de que, pode haver um intervalo de tempo entre um contrato de aluguel e outro. E, durante esse tempo, o bem não gerará qualquer tipo de renda, ou seja, ficará “parado”.

Outro risco que o setor imobiliário oferece é a desvalorização que o bem pode vir a sofrer com o tempo. As desvalorizações acontecem por diversos motivos e, muitas vezes, decorrem de fatores externos ao imóvel.

Podem acontecer por conta da falta de segurança no bairro, a localização ser distante de comércio básico, difícil acesso ao transporte público, poluição por conta da proximidade de fábricas, entre outros fatores.

Por fim, há que se falar também do risco de não se conseguir pagar a dívida quando o imóvel é financiado. Conforme exposto anteriormente, o mercado imobiliário está em recuperação, e isso faz com que seja muito vantajoso adquirir um bem.

A maior parte das pessoas não possui o valor total do imóvel em mãos, por isso, opta por um financiamento a longo prazo.

Em algumas situações, as pessoas não conseguem saldar a dívida do financiamento, e um negócio que era vantajoso, passa a ser desvantajoso. As perspectivas de crescimento do setor imobiliário são muito promissoras para os meses futuros.

Assim, para quem deseja investir na compra de um imóvel, esse é um momento favorável. No entanto, é preciso estar em observação quanto aos possíveis riscos.