Dudu é indiciado por agressão e pode pegar 180 dias de suspensão

em partida de futebol para anões, argentina derrota peru

O Palmeiras terá "decisões" a partir das 16h de segunda-feira. O atacante Dudu, o meia Valdivia e o técnico Oswaldo de Oliveira serão julgados pelo Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol. Quem corre mais risco é Dudu, que será julgado em três artigos e pode tomar pena pesada, válida já para este ano.

O camisa 7 do Verdão foi enquandrado no artigo 250 (ato hostil, com pena de uma a três partidas de gancho) pelo lance em que recebeu cartão vermelho, na decisão do Paulistão, domingo, contra o Santos. As ofensas relatadas na súmula pelo árbitro Guilherme Ceretta de Lima o farão ser julgado no artigo 243-F (ofender alguém em sua honra, com pena de uma a seis partidas). Já o empurrão no árbitro o colocou no artigo 254-A (agressão física, com pena mínima de 180 dias, sem pena máxima prevista).

Se for punido com uma determinada quantidade de dias, Dudu fica fora a partir deste ano, sendo desfalque no Brasileiro e na Copa do Brasil. Caso a pena seja aplicada em jogos, ele cumpre no Paulistão de 2016.

Clube e Victor Ramos também serão julgados

O Palmeiras foi denunciado no artigo 206, por entrar em campo com atraso para o segundo jogo da final, na Vila Belmiro. De acordo com a súmula de Ceretta, a equipe subiu ao gramado às 16h06, quando o combinado era 15h52. A pena prevista vai de R$ 100 a R$ 1 mil de multa por minuto.

O zagueiro Victor Ramos, expulso por receber o segundo cartão amarelo no fim do jogo, foi citado no artigo 254 (jogada violenta, com pena de um a seis jogos de gancho). Por não ter recebido o vermelho de forma direta, ele tem boas chances de ser absolvido.