DNIT lança licitação para pavimentação da BR-174/MT em Cáceres

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes publicou, nesta quarta-feira, edital para a contratação de empresa que vai elaborar os estudos e projetos de pavimentação da BR-174 em Cáceres. A informação é do senador Wellington Fagundes (PL-MT), que liderou emenda apresentada pela bancada de Mato Grosso para viabilização da obra.

Ao total, são 71 km que devem ser asfaltados, ligando Cáceres à localidade de Santo Antônio das Lendas, localizada às margens do rio Paraguai.

“Essa rodovia é fundamental para incrementar a implantação de estações de Transbordo de Cargas e o transporte pela hidrovia Paraguai/Paraná”, diz o senador.

O Dnit já havia concluído o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental e faz a manutenção preventiva do trecho.

“A pavimentação representa um grande passo para a implantação definitiva da navegação pela hidrovia Paraguai/Paraná e estimulará o transporte intermodal de grãos”, avalia o superintendente do Dnit em Mato Grosso, Orlando Fanaia.

No local, estão sendo implantados novas estações de Transbordo de Cargas. Além disso, a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) também deve impulsionar o transporte de cargas pelo modal hidroviário, saindo de Mato Grosso para o mercado internacional.

As duas Estações de Transbordo de Cargas (ETCs), de Paratudal e de Barranco Vermelho, estão em fase de construção e têm a expectativa de receber 1,5 milhão de tonelada de soja por ano. A embarcação levaria soja e retornaria com ureia, um importante fertilizante usado agricultura.

Segundo levantamento, existem 3.442 quilômetros de rota aquaviária que englobam Brasil, Bolívia, Argentina e Uruguai, dos quais 1.290 km ficam em território brasileiro, passando por Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.  A navegação poderá reduzir o custo do frete em até 30% na região Oeste.